Em atuação de gala, River vence Guarany de Sobra por 7 a 1 e se despede da série D

O tricolor fez um jogo de honra, com um vultoso 7 a 1 reavivou o orgulho pelo time, saindo de campo aplaudido

CONFIRA MATÉRIA COMPLETA NA EDIÇÃO DO JORNAL MEIO NORTE DESTA SEGUNDA-FEIRA (22)

Das vaias ao aplauso. Sem chances de classificação, após perder quatro pontos no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por uma escalação irregular, o River entrou no Albertão com a dura missão de se despedir dignamente da série D. Carregando uma trajetória no campeonato digna de roteiros novelísticos, em que liderou parte da competição e viu esvair suas chances com vários empates dentro de casa, o Galo iniciou a partida contra o Guarany de Sobral neste domingo (21) sob vaias fervorosas do minúsculo número de torcedores no Albertão. Apesar do abatimento e do fim antecipado, o tricolor fez um jogo de honra, com um vultoso 7 a 1 reavivou o orgulho pelo time, saindo de campo aplaudido. Esbanjando raça, os jogadores piauienses demonstraram todo o potencial que ficou escondido no decorrer das rodadas, só Eduardo marcou três vezes e Warley duas. Por fim, ficou o sentimento de tristeza e frustração, afinal a equipe sabia que podia chegar mais longe, contudo, não dá para mudar o passado.

A melancolia do duelo, a mística e todos os elementos que constituíram o resultado, remeteram ao Brasil e Alemanha da Copa do Mundo. A coincidência, portanto, terminou por aí, afinal tanto o River como o Guarany de Sobral já estavam abatidos, não houve um real vencedor; Remo (PA) e Moto Club (MA) avançam para a próxima fase, vagas reafirmadas com a vitória do time maranhense por 2 a 1. O Galo termina sua participação na terceira posição do Grupo A2 com 9 pontos somados.

Fotos: Victor Gabriel








Fonte: Francy Teixeira