Morais deve renovar com Timão, mas diretoria foca em empréstimo

Campeão da Série B em 2008, Morais não conseguiu corresponder à expectativa gerada


Em baixa, Morais pode renovar, mas direção do Timão quer emprestá-lo

Apesar de não ter a certeza da contratação do argentino Montillo, do Cruzeiro, o Corinthians quer fazer pelo menos uma mudança entre suas peças para o meio de campo em 2012. Depois de mais uma temporada sem destaque, o armador Morais pode até renovar seu contrato com o Timão, mas não está nos planos do técnico Tite e deve ser emprestado.

O destino do jogador, contudo, ainda não está decidido. A diretoria quer aguardar o retorno do grupo para o início dos treinamentos, no dia 4 de janeiro, no CT Joaquim Grava, para conversar com o atleta e os representantes dele. Mesmo com ele em baixa, a intenção da direção é prorrogar o vínculo, que vence em 30 de junho de 2012.

- Vamos esperar a volta do elenco. Podemos renovar o contrato e emprestar o jogador a uma outra equipe ? disse o diretor adjunto de futebol Duílio Monteiro Alves.

Campeão da Série B em 2008, Morais não conseguiu corresponder à expectativa gerada. Depois de más atuações e seguidas lesões, o meio-campista foi emprestado ao Bahia em 2010 e voltou no ano seguinte ao Timão. Titular em boa parte dos jogos do Paulistão, ele caiu gradativamente de produção, perdeu a vaga na equipe e chegou a ficar fora até do banco de reservas no Brasileirão.

A ideia corintiana é dar chance a outros jogadores. O setor conta atualmente com Danilo, Alex, Ramírez e Edenílson, além do recém-contratado Vitor Júnior, ex-Atlético-GO, e do garoto Matheus, de 17 anos, aposta vinda das categorias de base. O clube ainda sonha em trazer Montillo como seu grande reforço para disputar a Taça Libertadores.

Nem mesmo a presença de um de seus grandes defensores não deve fazer Morais continuar no clube. O ex-diretor Mário Gobbi Filho, favorito a vencer as eleições de fevereiro, chegou a dizer, em 2010, que o meia só sairia do Timão se houvesse um ?besouro fumando maconha dentro de seus olhos?. Meses depois, o jogador foi repassado ao Bahia.

Emprestado pelo Vasco durante a Série B, Morais permaneceu no Corinthians em um acordo feito com o empresário Carlos Leite, aliado de Andrés Sanches. Como pagamento de uma dívida dos cariocas com ele, o agente ficou com os direitos do jogador e o emprestou ao Timão. O clube paulista tinha de desembolsar R$ 3 milhões para passar a ser o proprietário, mas o pagamento não foi efetuado.

Outras mudanças acontecerão no elenco corintiano assim que o grupo voltar para a pré-temporada. O goleiro Renan também será emprestado. Os volantes Moradei e Bruno Octávio são outros que estão na mira da direção, mas ainda podem permanecer caso nenhum outro atleta para a posição seja contratado. O clube sonha com Guilherme, da Portuguesa, e estuda a vinda de Neto, Coruja, do Vitória. O grande número de lesões do atleta, porém, deixam a direção em dúvida sobre efetuar a transação.

Fonte: Globo Esporte