Em fase artilheira, Souto promete comemorar gol contra ex-time

Souto usou uma experiência vivida com a camisa 8 do time da Vila Belmiro

Trocado por Arouca no início da temporada após não ter entrado em acordo salarial para renovar seu vínculo com o Santos, o volante Rodrigo Souto demorou para convencer o técnico Ricardo Gomes de seu real valor. Nos últimos jogos, no entanto, além de ter "acertado" o setor de meio-campo do São Paulo, o camisa 18 ainda emendou uma fase "artilheira", tendo marcado três gols (dois contra o Corinthians e um contra o Botafogo-SP). E quer mais.

Confirmado pelo treinador do Tricolor como titular para o primeiro duelo das semifinais do Campeonato Paulista, Souto não negou que sentirá um gosto especial em encarar o time onde conquistou duas vezes o título estadual (2006 e 2007). Mas garantiu: se voltar a balançar as redes, não terá pudor em comemorar.

"Se eu for novamente abençoado, vou comemorar sim, até mesmo pela fase boa que estamos vivendo", garantiu o volante, em entrevista ao site oficial do São Paulo. "É um reencontro em um bom momento. Estou muito feliz aqui no São Paulo e, agora, tenho esta oportunidade de reencontrar o Santos, que é um clube que eu respeito muito. Sabemos que um terá de ficar pelo caminho. Mas vamos em busca deste título", emendou.

Souto usou uma experiência vivida com a camisa 8 do time da Vila Belmiro, em 2007, para ilustrar a pequena vantagem que seu ex-time tem sobre o Tricolor - a de atuar por dois resultados iguais para se classificar. E prometeu fazer tudo para que isso comece a ser revertido já no domingo.

"Eles estão jogando com os dois resultados. Já fui campeão usando este regulamento (na ocasião, o Santos perdeu a primeira final por 2 a 0 para o São Caetano, mas venceu a segunda pelo mesmo placar). Temos de fazer um bom jogo para ir para Vila com segurança. Estamos crescendo em um momento decisivo do ano", concluiu.

Fonte: Yahoo