Em Londrina, Cuca recorda dia em que roubou vodca e uísque de hotel

Cuca disse o presidente do clube o obrigou a pagar a conta depois

A ida do Palmeiras para Londrina fez o técnico Cuca recordar momentos inusitados do início de sua carreira como jogador de futebol. Ao comentar sobre o estádio do Café, palco do jogo contra o América-MG, neste domingo (09), o treinador lembrou do dia em que roubou garrafas de vodca e uísque de um hotel do município paranaense. Segundo ele, a confusão lhe custou mais do que o salário que ganhava como atleta na época.

Cuca afirmou que o episódio ocorreu em 1983, quando fez a primeira viagem como jogador de futebol profissional pelo extinto Esporte Clube Pinheiros. "Fiquei em um quarto que tinha um bar de madeira cheio de garrafinhas de uísque, vodca e Campari. Era tão bonito que pensei em levar. Fui soltando as garrafas com uma colheirinha e levei todas para casa. Eu não tinha nada disso", contou o técnico, divertindo-se com a lembrança.

Cuca admitiu que em 1983 roubou vodka e uísque de hotel, em Londrina (Crédito: GazetaPress)
Cuca admitiu que em 1983 roubou vodka e uísque de hotel, em Londrina (Crédito: GazetaPress)

"Após o jogo, o presidente reuniu todo o grupo e começou a falar que tinha jogador no Pinheiros que gostava de tomar uísque e vodquinha importados. Todo mundo ria. E eu também, não sabia que estava falando comigo. Aí ele me chamou a atenção e me deu a nota do hotel. Era mais alta do que meu salário. Não sabia que não podia levar as garrafas".

Cuca disse que o incidente era a única lembrança que tinha de Londrina. "Nem cheguei a entrar no jogo", brincou, 33 anos anos depois do caso.

Fonte: Com informações da Espn