Léo admite ter extrapolado e diz que aceitará punição do Santos

Léo admite ter extrapolado e diz que aceitará punição do Santos

Léo ainda ressaltou que irá aceitar qualquer tipo de sanção.

Após disparar críticas contra a diretoria do Santos e sair em defesa do meia Paulo Henrique Ganso, na saída do gramado da Vila Belmiro, logo depois do empate com o São Paulo, neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro, o lateral esquerdo Léo emitiu uma nota oficial nesta segunda-feira, para explicar o teor das suas declarações. O camisa 3 do Peixe admitiu que extrapolou em seu desabafo e destacou que não teve a intenção de questionar o trabalho da direção santista.

?Atento à repercussão de minhas declarações após o clássico deste domingo com o São Paulo, venho a público para esclarecer que meu objetivo foi apenas o de manifestar solidariedade a atletas que marcaram seus nomes com a camisa do Santos Futebol Clube. Reconheço que talvez tenha extrapolado no tom de minhas palavras e que o momento pode não ter sido o mais oportuno, mas em nenhum instante tive a intenção de criticar a diretoria?, disse Léo.

Segundo o veterano jogador alvinegro, ele não tem nenhum tipo de problema com os atuais dirigentes do clube. ?Trabalho com os atuais dirigentes desde o início do mandato do presidente Luís Álvaro (de Oliveira Ribeiro), em 2010, e sempre tive com todos um relacionamento aberto e respeitoso?, ponderou.

Léo ainda ressaltou que irá aceitar qualquer tipo de sanção, caso a cúpula do Santos entenda ser necessária uma punição pelo que foi dito por ele após o clássico. ?Assumo a responsabilidade de minhas declarações e irei aceitar qualquer tipo de sanção que seja aplicada a mim pela direção do Santos?, comentou.

Momentos após o empate com o Tricolor Paulista, o membro do comitê gestor do Peixe e ex-diretor de futebol do clube, Pedro Luiz Nunes Conceição, prometeu uma conversa com o lateral sobre o assunto. ?Esse é um assunto (situação de Ganso) que diz respeito exclusivamente à diretoria. Teremos uma conversa com o Léo sobre isso", garantiu Nunes Conceição.

Apesar de as declarações de Léo terem causado mal estar na diretoria santista, a tendência é que Léo não receba nenhum tipo de punição mais pesada por parte do time da Vila.

Confira a íntegra da nota oficial emitida por Léo:

Atento à repercussão de minhas declarações após o clássico deste domingo com o São Paulo, venho a público para esclarecer que meu objetivo foi apenas o de manifestar solidariedade a atletas que marcaram seus nomes com a camisa do Santos Futebol Clube.

Reconheço que talvez tenha extrapolado no tom de minhas palavras e que o momento pode não ter sido o mais oportuno, mas em nenhum instante tive a intenção de criticar a diretoria. Trabalho com os atuais dirigentes desde o início do mandato do Presidente Luís Álvaro, em 2010, e sempre tive com todos um relacionamento aberto e respeitoso.

Nesses últimos dois anos e meio, juntamente com o elenco e comissão técnica, tive a felicidade de participar da conquista de cinco títulos, dentre eles a histórica Libertadores de 2011. Essa sequência vitoriosa já evidencia que o saldo do grupo que comanda o clube é altamente positivo.

Assumo a responsabilidade de minhas declarações e irei aceitar qualquer tipo de sanção que seja aplicada a mim pela direção do Santos.

Com esse comunicado, de minha parte, espero dar o assunto por encerrado, afirmando que não irei mais me manifestar sobre temas que não estejam relacionados às minhas atividades como atleta profissional de futebol.

Fonte: GazetaEsportiva