Torcida do Corinthians se volta contra Ronaldo

Torcida do Corinthians se volta contra Ronaldo

No último treino antes da partida contra o Guarani facção intimida elenco

"Não joga por amor, joga por terror". Foi nessa linha que uma facção da organizada Gaviões da Fiel, conhecida como Rua São Jorge, fez mais um protesto neste sábado contra o time que se prepara para partida contra o Guarani no domingo.

Cerca de 300 pessoas foram às arquibancadas do Parque São Jorge e intensificaram a pressão contra o time que não vence há seis partidas. Até Andrés Sanchez, que autorizou o protesto, foi "homenageado". "Andrés, safado, acabou com o centenário".

Além das faixas que empunharam no CT do Parque Ecológico na sexta-feira, os membros da organizada apresentaram um vasto repertório de cantos contra os vilões desta má fase eleitos por ela. Souza, que nem treinou, dispensado até segunda-feira, foi o principal alvo entre os jogadores.

"Acabou a paz, o Souza no Corinthians não joga nunca mais", era o canto para o atacante. "Olha que saudade, quando o Corinthians jogava com vontade", foi outro grito que veio das arquibancadas.

Para Ronaldo, o protesto foi mais contido, mas teve uma dose de humor. "Ronaldo, vamos jogar, o Coringão não é o seu Spa".

O volante Moacir, outro jogador apontado como vilão pela má fase, treinou normalmente, e enquanto a torcida o xingava, se mostrava desconfortável ao fazer exercícios de alongamento ao lado de Leandro Castán. O jogador balançava a cabeça, triste.

A "Rua São Jorge" é uma dissidência da Gaviões da Fiel, principal organizada do clube. No protesto deste sábado, a facção acusou o presidente de comprar parte da torcida. "Andrés, c...., o seu dinheiro não compra a Rua, não".

Fonte: IG