Em reencontro com Ronaldinho, Flamengo vence Atlético-MG por 2 a 1 e ajuda Flu

Em reencontro com Ronaldinho, Flamengo vence Atlético-MG por 2 a 1 e ajuda Flu

Os apitos, gritos e vaias do público no Estádio do Engenhão ajudaram o Flamengo nesta quarta-feira.

Os apitos, gritos e vaias do público no Estádio do Engenhão ajudaram o Flamengo nesta quarta-feira. Toda a hostilidade direcionada a Ronaldinho motivou o time rubro-negro, que conquistou um resultado fundamental na briga para se afastar da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Contando com bom público, a equipe carioca venceu o Atlético-MG por 2 a 1 e, de quebra, ajudou o arquirrival Fluminense, disparado na liderança da competição após o duelo válido pela 14ª rodada disputado nesta noite.

O Flamengo, agora também com 26 jogos na Série A do Brasileiro, alcançou 34 pontos com o resultado positivo no Engenhão e subiu para a zona intermediária da tabela de classificação. Já o Atlético-MG, estacionado com 52 na segunda posição, vê o Fluminense permanecer quatro pontos à frente, e agora com o mesmo número de duelos disputados na competição.

Embalado pelo triunfo conquistado sobre um dos favoritos ao título do Campeonato Brasileiro, o Flamengo terá pela frente na próxima rodada justamente o outro candidato à taça: o arquirrival Fluminense, no domingo, às 16h (de Brasília), no Engenhão. O Atlético-MG, buscando reabilitar-se para caçar o Flu na primeira posição, encara a Portuguesa, no sábado, às 18h30, no Estádio do Canindé.

O clima hostil instalado pela torcida flamenguista contra Ronaldinho, e consequentemente o Atlético-MG, influenciou no comportamento das duas equipes no início do confronto. A equipe rubro-negra, motivada, tratou de ditar o ritmo de jogo e pressionar os visitantes. A recompensa veio aos 20min. Depois de disputa na área, Vagner Love acertou um lindo giro e superou o goleiro Victor, inaugurando o marcador.

A blitz armada pela equipe de Dorival Júnior intimidou o Atlético-MG. Por alguns momentos, o torcedor mais desavisado no Engenhão poderia acreditar que o Flamengo é quem briga pelo título do Campeonato Brasileiro. Envolvente no setor ofensivo, especialmente com Vagner Love, o clube carioca manteve o domínio na primeira etapa, mas parou na segura atuação de Victor.

A bronca de Cuca nos vestiários pela apatia atleticana deu resultado poucos minutos depois do intervalo. Logo aos 4min, Jô, que retornou ao time titular nesta quarta-feira, igualou o marcador. O centroavante aproveitou bate-rebate e finalizou firme de esquerda para diminuir toda a pressão dos torcedores flamenguistas no Engenhão.

O Atlético-MG, empolgado, não teve muito tempo para procurar se impor. Aos 10min, o Flamengo assumiu novamente a liderança no marcador. O jovem Wellington Silva fez grande jogada pela direita e cruzou na medida para Liedson. O centroavante arrematou de primeira, com o pé direito, e superou o goleiro Victor. Festa no Engenhão e mais provocações a Ronaldinho.

O gol flamenguista obrigou o Atlético-MG a sair ainda mais para o ataque. Entretanto, ao invés de pressionar na bola, o time mineiro perdeu a cabeça. Aos 27min, o zagueiro Réver, em lance fora da bola, acertou uma cotovelada em Marcos González. O lance foi flagrado pelos auxiliares, e o defensor recebeu o cartão vermelho, desfalcando e prejudicando o desempenho ofensivo dos visitantes até o final do jogo.

Fonte: Terra