‘Em segunda casa’, São Paulo tenta se firmar contra o lanterna Arsenal hoje

Com cinco vitórias seguidas, Tricolor precisa de um resultado positivo, no Pacaembu, para aumentar chances de avançar na Libertadores

Perder o mando de campo de uma partida pelos incidentes na final da Copa Sul-Americana do ano passado não foi de todo ruim para o São Paulo. Nesta quinta-feira, o Tricolor recebe o Arsenal, às 19h15m, no Pacaembu, palco que traz boas lembranças à equipe. Uma vitória deixará o time dirigido por Ney Franco em boa condição para avançar às oitavas de final da Taça Libertadores.

O São Paulo atuou quatro vezes no estádio municipal paulistano em 2012 e contabilizou um retrospecto favorável. Foram três confrontos com o Corinthians: uma derrota, pelo Paulistão, e duas vitórias, pelo Brasileirão. Pela Sul-Americana, uma goleada por 5 a 0 sobre o Universidad de Chile, pelas quartas de final.

Vencer em casa, aliás, será determinante para o futuro tricolor na Libertadores. A virada por 2 a 1 sobre o Strongest, semana passada, no Morumbi, tirou a equipe do sufoco e a colocou em uma condição mais tranquila. Agora, os são-paulinos dividem a vice-liderança do Grupo 3 com os bolivianos, com três pontos. O Atlético-MG, que joga contra o Strongest hoje, em BH, lidera a chave com seis.

Já o Arsenal luta para não ficar fora da briga logo no primeiro turno da fase. O time foi derrotado duas vezes e até agora não somou pontos. Um novo revés praticamente acabará com a esperança de chegar ao ?mata-mata? pela primeira vez em sua história. Por isso, um empate é considerado um bom resultado pelo técnico Gustavo Alfaro.

O trio de arbitragem é colombiano. Wilmar Roldan apita, com Humberto Clavijo e Eduardo Diaz como assistentes.

Fonte: GloboEsporte.com