Agente de Adriano diz que rejeição dos clubes "é coisa do futebol"

Agente de Adriano diz que rejeição dos clubes "é coisa do futebol"

Curiosamente, equipes que sondaram Adriano há cerca de um mês, como Corinthians, Palmeiras e Flamengo

Silêncio e movimentos cautelosos. O empresário Gilmar Rinaldi decidiu adotar uma atitude discreta com relação ao futuro do atacante Adriano, cuja carreira é administrada (quando pode) por ele. O atleta teve o contrato com a Roma, da Itália, rescindido no início desta semana, depois de descumprir acordos de folga. O atleta volta ao Brasil para se recuperar da fratura no ombro direito.

?Nas próximas duas semanas, não há nada o que fazer?, disse Rinaldi ao Blog do Boleiro. Ele vai esperar para conversar com Adriano nos próximos dias, no Rio de Janeiro. Quer saber o que o atleta pretende com a carreira. Aguarda também que clubes interessados se manifestem.

Curiosamente, equipes que sondaram Adriano há cerca de um mês, como Corinthians, Palmeiras e Flamengo, perderam oficialmente o interesse no jogador. Os corintianos, através de telefonemas de Ronaldo, o convidaram para trabalhar no Parque São Jorge. Hoje, com Liédson fazendo gols, o Imperador perdeu o lugar.

O novo diretor de futebol do Palmeiras, Roberto Frizzo, avisou que o clube não tem dinheiro para levar adiante a sondagem feita pelo técnico Luiz Felipe Scolari diretamente com Adriano. E, na noite desta quinta-feira, depois da vitória sobre o Bangu (2 a 1), o Vanderlei Luxemburgo disse em coletiva que Adriano não se encaixa na filosofia de trabalho que instituiu no time.

De objeto do desejo, Adriano passou a ser evitado. ?É coisa do futebol?, comentou Gilmar Rinaldi. Ele acha que seu atleta tem mercado e que quem o contratar deve saber o pacote que vem com o Imperador. Mas o empresário avalia que o momento é de ficar quieto, trabalhar Adriano e depois buscar um clube.

Fonte: Terra, www.terra.com.br