Na 3º chance de ir ao topo, Flu faz 3-1 no Santos e é novo líder

Na 3º chance de ir ao topo, Flu faz 3-1 no Santos e é novo líder

Técnico tricolor ressalta união da equipe, cita apoio a Digão após falha no gol santista e lembra aproveitamento contra paulistas até agora: "Surreal"

Demorou, mas enfim o Fluminense alcançou a tão desejada liderança do Campeonato Brasileiro. Depois de bater na trave nos empates diante de Corinthians e Figueirense, o Tricolor derrotou o Santos por 3 a 1 na noite desta quinta-feira, no Engenhão, chegou aos 47 pontos e abriu dois de vantagem para o vice-líder Atlético-MG (veja os melhores momentos da partida no vídeo ao lado). Após a partida, o técnico Abel Braga era só sorrisos. Ressaltando a tranquilidade de seus jogadores e o fato de a equipe ter conquistado nas três primeira rodadas do primeiro turno os mesmos cinco pontos do primeiro turno, o comandante foi taxativo ao classificar o resultado positivo.

- A vitória foi incontestável. É importante ressaltar que fizemos nas três primeiras rodadas do primeiro turno os mesmos cinco pontos de agora. Fico contente de começar bem outra vez mesmo com muitos problemas para armar a equipe. Você vê como é esse grupo... Vou usar uma palavra muito interessante que ressaltei na preleção antes da partida. Estamos nessa situação hoje porque não temos ansiedade, desespero. O time é tranquilo e cada um procura dar o seu melhor. Hoje o Nem fez dois gols, barbarizou e quando viu que não dava mais para ajudar pediu para sair. Mas o que me deixou mais feliz foi que após o segundo gol cinco jogadores foram cumprimentar o Nem e outros cinco foram no Digão, que tinha falhado no gol santista. Esse é o diferencial. A preocupação um com o outro é muito grande - analisou Abel.

Diante do Santos, o Fluminense manteve ainda a sua impressionante campanha diante de clubes paulistas no atual Brasileirão. Em oito partidas até agora, foram seis vitórias e dois empates. De quebra, o Tricolor abriu 12 pontos de vantagem para o São Paulo, atual 5º colocado e primeira equipe fora da zona de classificação para a Libertadores.

- É até surreal esse nosso aproveitamento contra os paulistas. Já foram oito jogos. Se a vitória valesse dois pontos, eu até diria que o campeonato ficaria entre certas equipes. Hoje, por exemplo, abrimos 12 pontos do 5º colocado. Mas a vitória vale três e bastam dois jogos sem vencer para os rivais se aproximarem. Esse segundo turno vai ser um enorme perde e ganha, não tenham dúvidas. Muitas equipes já melhoraram. O Bahia, por exemplo, venceu duas e agora empatou com o então líder Atlético-MG. As coisas estão se caminhando bem. Agora temos dque disputar esse jogo contra o Internacional como se fosse o último do campeonato. Vai ser complicado, mas a minha equipe está preparada - frisou.

Após a vitória sobre o Santos, o elenco do Fluminense se reapresenta na tarde desta sexta-feira nas Laranjeiras. A equipe volta a campo no próximo domingo para enfrentar o Internacional, às 16h (de Brasília), no Beira-Rio, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Fonte: GloboEsporte.com