Espanhóis dão certeza: futuro de Kaká é "bem longe" do Real

Segundo o Marca, "a partida nefasta de Kaká" ficou completa com o erro na disputa por pênaltis

A exibição realizada nesta quarta-feira contra o Bayern de Munique, pela semifinal da Liga dos Campeões da Europa, "sentenciou definitivamente" o período de Kaká no Real Madrid. Pelo menos essa é a análise publicada nesta quinta-feira no site do jornal esportivo espanhol Marca, que aponta que o futuro do meia brasileira com "certeza" está "bem longe" do Estádio Santiago Bernabéu.

Nesta quarta, o Real vencia o Bayern em casa por 2 a 1 quando, aos 30min do segundo tempo, o técnico José Mourinho colocou Kaká em campo no lugar do argentino Angel Di María. A atuação do brasileiro, porém, foi decepcionante, na análise do diário, que lembra: "apesar de a torcida ser paciente com o meia, a sensação de impotência que transmitia Kaká a cada vez que pegava a bola e tentava driblar os rivais em uma dessas jogadas nas quais há alguns anos se impunha com muita rapidez acabou por desesperar o público".

Assim, o periódico ressalta que as vaias foram "audíveis, ainda que muito mais leves do que merecia" o jogador. "A importância da partida e a dificuldade da situação o salvou, senão teria levado uma vaia histórica", completa a publicação.

Segundo o Marca, "a partida nefasta de Kaká" ficou completa com o erro na disputa por pênaltis, na qual bateu para a defesa do goleiro Manuel Neuer. O diário também destaca que, observando o "estado físico" mostrado pelo atleta contra o Bayern, "compreende-se perfeitamente por que Mourinho não o utilizara em nem um só minuto nos três últimos jogos, já que o brasileiro demonstrou uma lentidão desesperante, além de uma sucessão de más escolhas nos metros finais" do campo.

Antes de atuar e ver o time alemão se classificar nos pênaltis para enfrentar o Chelsea na final da Liga dos Campeões, o jogador revelado pelo São Paulo havia ficado no banco de reservas durante todo o tempo dos últimos três compromissos do Real: contra o mesmo Bayern, na partida de ida da semifinal da competição europeia, e contra Barcelona e Sporting de Gijón, pelo Campeonato Espanhol.

A atuação abaixo do esperado nesta quarta leva o Marca a projetar que as quatro partidas finais do Espanhol, campeonato no qual o Real lidera com sete pontos de vantagem para o Barcelona, são as últimas de Kaká com a camisa branca. "(no verão europeu) será o momento em que o brasileiro desfolhará a margarida de seu futuro, que estará com certeza muito longe do Bernabéu. Pode ser em Londres... ou em Paris", conclui o diário.

Kaká, 30 anos, assinou com o clube de Madri em junho de 2009 um contrato de seis temporadas, sendo contratado do Milan por cerca de 70 milhões de euros (R$ 173,8 milhões). Em janeiro passado, o Paris Saint-Germain admitiu o interesse na contratação do atleta, que sempre afirmou querer continuar e provar seu valor na capital da Espanha. A equipe francesa é dirigida pelo italiano Carlo Ancelotti, o mesmo técnico com o qual o brasileiro se destacou no Milan, entre 2003 e 2009, sendo eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa em 2007.

Fonte: Terra