Especulação põe Neymar no Real e detona nova onda de negativas

Neymar não fez gol, mas sua primeira vitória sobre o Corinthians no Pacaembu e a boa partida que fez ficaram outra vez em segundo plano

Neymar não fez gol, mas sua primeira vitória sobre o Corinthians no Pacaembu e a boa partida que fez ficaram outra vez em segundo plano.

Pouco antes de a bola rolar no estádio paulistano, a informação de que o jogador teria feito exames médicos a pedido do Real Madrid deu início a um roteiro que já virou clichê nos últimos meses. Negativas de novo surgiram de todos os lados.

"Isso é especulação. Uma maldade", classificou o empresário do jogador, Wagner Ribeiro. "Todos sabem do interesse do Real pelo Neymar. Mas não existe nada", completou ele, notoriamente favorável a um acordo entre o camisa 11 santista e o clube merengue.



Mais tarde, foi a vez do diário "Marca", de Madri, noticiar que o chefe dos médicos do clube espanhol, Carlos Díez, esteve em São Paulo para supervisionar as análises a que Neymar teria sido submetido na sexta-feira.

"Não falo mais sobre Neymar. Isso já encheu", cortou o presidente do Santos, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, logo na primeira questão sobre mais uma suposta transferência do atleta para a Espanha.

Ainda com a camisa do Santos, Neymar jogou bem, principalmente na segunda etapa. Teve participação importante na virada no placar. Ao final do confronto, porém, suas declarações foram todas para explicar se continuaria no Santos, seja na quarta-feira, contra o América-MG, e ou durante o ano do centenário, em 2012.

Ele confirmou que esteve num hospital de São Paulo, na sexta, informação publicada no jornal "O Estado de S.Paulo", mas, como de praxe, negou qualquer relação com seu futuro.

"Foi uma questão familiar. Nada de Barcelona ou Real Madrid. Espalharam essa notícia de forma maldosa", disse ele, repetindo o adjetivo usado por seu agente. "Eu quero tranquilidade, quero paz para trabalhar no Santos. Vou ficar aqui".

"Eu não sei nada, só sei dos meus jogadores. O mercado está fechado", declarou José Mourinho, técnico do Real, logo após partida, no domingo.

As explicações e negativas não foram suficientes para abafar mais uma especulação em torno do principal jogador brasileiro na atualidade. Mas é possível que todas elas sejam repetidas à exaustão assim que um outro acordo for revelado.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br