Espião do Chelsea assiste à vitória do Corinthians e elogia rival

Comissão técnica azul foi flagrada nas cadeiras do estádio de Toyota. Zenden, auxiliar de Benítez, faz anotações

Em meio aos 31.417 espectadores de Corinthians 1 x 0 Al Ahly, nesta quarta-feira, em Toyota, semifinal do Mundial de Clubes, duas figuras destoavam entre os muitos brasileiros e os poucos egípcios que assistiram à classificação do Timão para a final. De agasalho preto, escudo do Chelsea no peito, papel e caneta na mão, o auxiliar técnico Boudewijn Zenden e o preparador físico Xavi Valero espionavam o possível rival dos ingleses na final.


Espião do Chelsea assiste à vitória do Timão e elogia possível rival da final

É verdade que os Blues ainda precisam superar os mexicanos do Monterrey na outra semifinal, marcada para as 8h30 (horário de Brasília) desta quinta-feira em Yokohama, antes de encararem o Corinthians. Mas, em caso de vitória, o técnico Rafa Benítez já terá um relatório do adversário preparado.

Durante os 90 minutos, os dois conversaram muito. Em espanhol. Zenden é holandês, mas jogou de 1998 a 2001 no Barcelona. Valero nasceu na Espanha. Zenden é quem mais fazia anotações. Em uma folha branca com o logotipo do Chelsea, ele desenhou um campinho e foi rabiscando diversas impressões.



Espião do Chelsea assiste à vitória do Timão e elogia possível rival da final

Numa investida de Fábio Santos pela esquerda no segundo tempo, Zenden apontou para o campo, sussurrou no ouvido do preparador físico (neste momento ele já tinha notado a presença da reportagem atrás dele) e anotou. Quando Romarinho recebeu o chamado de Tite para substituir Emerson Sheik nos minutos finais e a torcida foi à loucura com a entrada do atacante, Zenden esticou o pescoço para ver quem era o franzino camisa 31 que se aquecia. Puxou outra folha, onde deve ter procurado os dados do jogador, e anotou mais alguma coisa.

Como o castelhano e o português têm algumas semelhanças, a dupla sorria quando conseguia entender os xingamentos dos torcedores para o trio de arbitragem.

Ao fim do jogo, com a classificação do Corinthians, Zenden fez uma rápida análise do que viu. Questionado enquanto caminhava, ele se limitou a elogiar o conjunto do Timão.

- Sim, eu gostei do que vi. É um time muito bom.

Sobre qual jogador do Corinthians deveria merecer mais atenção do Chelsea, ele despistou.

- Todos. Todos merecem.

Fonte: Globo Esporte