Estreia de Ronaldinho tem cautela e muita esperança na torcida

Estreia de Ronaldinho tem cautela e muita esperança na torcida

Embora muitos esperem uma atuação brilhante do astro atleticano, outra parte fica com o “pé atrás”

A estreia de Ronaldinho Gaúcho atuando na capital mineira, neste sábado, contra o Náutico, às 21h, no Independência, é cercada de expectativa e desconfiança por parte da torcida do Atlético-MG. Embora muitos esperem uma atuação brilhante do astro atleticano, outra parte fica com o ?pé atrás? em relação a deslizes extracampo e a uma possível queda de produção do camisa 49.

A venda antecipada de ingresso para a partida deste sábado, que começou na manhã de terça-feira, comprovou a ansiedade do torcedor em torno do Ronaldinho. A procura foi grande e, nas filas, a torcida mostrava toda a confiança quanto à estreia do meia-atacante.

?Acho que na estreia ele vai brilhar, contra o Náutico. Acho que com uma marcação mais falha, encontrando espaço, empolgação, vai ser uma estreia positiva e aposto até em um gol. Mas fico assim em dúvida com a sequência dele em campo, se vai manter um bom nível?, disse o atleticano Márcio Souza, de 28 anos.

O impacto pela contratação de Ronaldinho Gaúcho, que chegou a Belo Horizonte há quase três semanas, foi grande. O torcedor atleticano amenizou as críticas em cima do time e passou a mirar o título do Brasileirão. ?Vamos ser campeões, no mínimo uma Libertadores vamos pegar este ano?, afirmou Júlia Novaes, de 15 anos.

?Toda estreia tem uma expectativa, ainda mais se tratando de Ronaldinho Gaúcho, grande jogador, melhor do mundo duas vezes, eu estou ansiosa, esperando isso desde o jogo contra o Bahia. Já estou com a camisa preparada e a certeza de um grande jogo?, acrescentou a jovem torcedora, que comprou três ingressos.

Para a partida diante do Náutico, o Atlético levará cerca de 500 crianças e adolescentes, estudantes da rede pública, ao estádio Independência. Participarão da ação alunos das escolas municipais Pedro Aleixo, Anísio Teixeira, Padre Henrique Brandão, Maria da Assunção de Marco, Aurélio Pires e Israel Pinheiro.

Se grande parte da torcida atleticana mostra esperança num bom jogo de Ronaldinho Gaúcho em sua primeira partida em Belo Horizonte, alguns torcedores reconhecem certo ?pé atrás? quanto aos problemas extracampo do jogador, principalmente na época em que defendeu o Flamengo, e a possibilidade de fracasso em campo.

?Achei uma ótima contratação, gostei da estreia dele e estou esperançoso para o ver em campo neste sábado, mas a gente fica receoso de dar errado, de ele não render, jogar como vinha jogando este ano no Flamengo. Tomara que não, mas acho que pode acontecer?, afirmou o empresário Mário César Freitas, de 45 anos.

?Sem dúvida em termos de imagem, o nome Atlético até então, foi uma ótima aposta, mas tem de render em campo, precisa jogar mais do que no Flamengo para ter realmente destaque. Se fracassar em campo, apresentar problema fora dele, ficará difícil e poderá ser um fiasco?, acrescentou o torcedor atleticano.

Nas redes sociais, o misto de dúvidas e incertezas também toma conta dos torcedores. Se grande parte do torcedor se mostrava contra a chegada do atleta, quando ainda era especulado, a situação mudou com a confirmação da contratação. Na tentativa de buscar dar apoio a Ronaldinho Gaúcho, o torcedor atleticano aguarda ansioso para uma boa resposta do camisa 49 em campo, em sequência de jogos no Brasileirão.

Ronaldinho Gaúcho também se mostra ansioso para a sua estréia em casa e espera ter boa participação. ?Quero muito a vitória neste primeiro jogo diante da torcida do Atlético. Espero ajudar dando passe para gol. Se fizer gol, será melhor ainda?, disse, que estreou pelo Atlético na vitória sobre o Palmeiras, por 1 a 0, no Pacaembu, há 15 dias, e em seguida atuou na derrota para o São Paulo, por 1 a 0, no Morumbi, no domingo passado.

O técnico Cuca pediu tranquilidade quanto ao encontro do atleta com o torcedor. ?Jogamos 22 partidas sem ele, jogamos bem, grande maioria, não ter termômetro, ele se encaixou no meio deste projeto, é prematuro falar que ele é termômetro, não tem porque falar este assunto agora?, observou.

Fonte: UOL