Europeus falam da saída de Felipão: "Saiu pela porta pequena"

Ex-treinador da seleção portuguesa, Scolari foi demitido do Palmeiras nesta quinta-feira.

Parte da imprensa europeia destaca nesta sexta-feira a demissão de Luiz Felipe Scolari pelo Palmeiras, anunciada na última quinta. "Desastre", "crise" e saída pela "porta pequena" são algumas das palavras utilizadas pela mídia para falar sobre o assunto.


Europeus citam

"Felipão deixa o Palmeiras pela porta pequena", publica o site do diário esportivo espanhol Marca. O veículo destaca que a dispensa se deu em um "sucinto comunicado" divulgado no site da entidade alviverde nesta quinta-feira.

Scolari, 63 anos, havia retornado ao clube em junho de 2012. Nesta temporada, conquistou o único título dessa passagem pela equipe - a Copa do Brasil -, mas viu a equipe cair de rendimento, ocupando atualmente a 19ª e penúltima posição do Campeonato Brasileiro com 20 pontos, a sete do Flamengo, o primeiro time fora da zona do rebaixamento.

"Desastre Palmeiras, adeus Scolari", titula, por sua vez, o site do jornal italiano La Gazzetta dello Sport.

O diário lembra que o segundo período do treinador à frente do Palmeiras "não funcionou" como no primeiro, entre 1997 e 2000, quando havia conquistado a Copa Libertadores da América.

Ainda na Itália, o jornal generalista La Stampa destaca a "crise" do Palmeiras, apontando que "o técnico campeão do mundo em 2002 (pela Seleção Brasileira) paga pela equipe".

Scolari fez carreira fora do Brasil entre 2003 e 2010, anos nos quais comandou a seleção portuguesa, o Chelsea (da Inglaterra) e o Bunyodkor (do Uzbequistão). Vice-campeão da Eurocopa de 2004 e quarto colocado da Copa do Mundo de 2006 à frente de Portugal, o treinador também virou assunto no diário O Jogo, com sede no Porto.

"Scolari acusado de enganador e incompetente", escreve o periódico, publicando declarações de Sérgio do Prado, ex-gerente administrativo do Palmeiras que saiu em 2011. Ele criticou o técnico depois da demissão anunciada nesta quinta-feira.

Fonte: Terra