Ex-gremista marca e Olympique elimina Inter na Itália

O Olympique de Marselha obteve a classificação às quartas de final em virtude do critério de gols anotados fora de casa.

O ex-gremista Brandão foi o principal responsável por classificar o Olympique de Marselha às quartas de final da Liga dos Campeões da Europa. Na noite desta terça-feira, o atacante, que também passou pelo Cruzeiro, entrou na parte final do jogo e anotou o único gol da equipe francesa na derrota por 2 a 1 para a Inter de Milão, no Estádio Giuseppe Meazza. O tento anotado pelo brasileiro rendeu a classificação ao time comandado por Didier Deschamps sobre o time de Lúcio e Júlio César.

O Olympique de Marselha obteve a classificação às quartas de final em virtude do critério de gols anotados fora de casa. Vitoriosa na primeira partida por 1 a 0, em Marselha, a equipe francesa avançou ao grupo dos oito melhores clubes da competição europeia com o tento de Brandão, que saiu somente aos 47min do segundo tempo. Diego Milito, aos 29min da etapa complementar, e Giampaolo Pazzini, no último lance da partida, anotaram os gols da Inter no jogo.

A classificação conquistada somente nos acréscimos quebrou um jejum incômodo para o Olympique de Marselha. Pela primeira vez desde 1993, quando conquistou a competição mais importante do calendário europeu pela primeira e única vez, a equipe francesa chegou às quartas de final. De quebra, a Inter, campeã em 2010, cai nas oitavas pela primeira vez desde 2009, quando acabou caindo após confronto contra o Manchester United.

Na primeira etapa, as duas equipes foram mais eficientes defensivamente do que ofensivamente. O Olympique insistia com as jogadas de Amalfitano pela direita, que esbarravam na boa marcação italiana. Já a Inter tentava com Maicon e Zanetti, também pela direita, além dos lançamentos de Stankovic, mas também parava na defesa francesa.

Sneijder e Forlán pouco participaram dos 45 minutos iniciais. O destaque da primeira etapa foi o goleiro do Olympique, Mandanda, que com 11min de jogo, já havia salvado os franceses duas vezes, em jogadas pela direita que culminaram com as finalizações de Sneijder e Milito.

O segundo tempo não começou muito diferente. O Olympique insistia com Amalfitano, e a Inter sofria com a pouca eficiência de Forlán e Sneijder. Tanto que, aos 13min, Ranieri tirou os dois e colocou Obi e Pazzini, respectivamente.

Um pouco depois, Poli deu lugar a Cambiasso. As alterações deram mais volume de jogo à Inter, que via o tempo passando e foi para cima. Aos 30min, depois de bate e rebate na área, a bola sobrou livre para Milito, que abriu o placar para a Inter, levando o jogo, aparentemente, para a prorrogação.

A vantagem, contudo, acabou nos acréscimos. Aos 46min, Brandão venceu disputa com Lúcio depois de lançamento e bateu firme de esquerda, sem chances para o goleiro Júlio César, empatando o placar.

Quando tudo parecia completamente resolvido, Mandanda, herói da partida até ali, fez pênalti em Pazzini e foi expulso. O próprio italiano converteu e botou a Inter na frente de novo. O juiz, porém, não reiniciou o jogo, garantindo a classificação do Olympique às quartas de final.


Ex-gremista marca no fim, e Olympique elimina Inter na Itália

Fonte: Terra