Ex-jogador Bebeto critica decisão de Kaká

Kaká admitiu ter feito infiltrações para suportar dores no joelho e ter condições de defender o Brasi

A declaração do meia Kaká na última quinta-feira, quando o jogador admitiu ter feito infiltrações para suportar dores no joelho e ter condições de defender o Brasil na Copa do Mundo de 2010, repercutiu nesta segunda entre ex-jogadores da Seleção. Questionado se entraria em campo mesmo longe de sua melhor forma física, o tetracampeão mundial Bebeto condenou a atitude.

"Nunca entrei em campo sem sentir pelo menos uma dorzinha. Mas se for uma dor mais séria você vai prejudicar a Seleção Brasileira. Quando você joga na Seleção, você tem que pensar no grupo, não só em você. Se for uma contusão séria, tem que falar", afirmou o ex-atacante, sem citar nomes.

Já Cafu foi por outro caminho e preferiu não criticar a decisão do meio-campista de atuar com fortes dores durante o Mundial da África do Sul. Para o capitão do pentacampeonato de 2002, a chance de jogar uma Copa não pode ser desprezada, nem mesmo em caso de eventuais danos ao corpo.

"Primeiro temos que definir o que é uma lesão grave. Ninguém sabia a extensão da lesão do Kaká, só ele próprio e o doutor Runco (médico da Seleção). Na ânsia e na vontade de ajudar, às vezes uma dor grave acaba passando e você vai para o jogo", disse.

Fonte: Terra, www.terra.com.br