Fabrício do Cruzeiro chama árbitro de "babaca" em partida

Fabrício do Cruzeiro chama árbitro de "babaca" em partida

Fora da zona do rebaixamento, mas ainda ameaçado, Cruzeiro empatou por 0 a 0 com o Avaí

Ainda no calor do empate sem gols contra o Avaí, nesta quarta-feira, na Ressacada, pelo Campeonato Brasileiro, o volante Fabrício, do Cruzeiro, disparou contra o árbitro da partida, Péricles Bassols. O jogador celeste diz ser frequentemente perseguido pelo juiz, que o intimidou antes de a bola rolar.

Na reta final do Brasileiro de 2010, após derrota cruzeirense por 1 a 0 para o Corinthians, no Pacaembu, o jogador já havia se envolvido em polêmica com outro juiz ao deixar o campo antes do fim da partida, em protesto contra a arbitragem de Sandro Meira Ricci.

"Queria deixar um comentário sobre este babaca do Péricles (Bassols), meu inimigo número um. Ele avisou aos jogadores na hora que eu entrei que não poderia nem falar com ele. Não pude falar, recebi faltas e ele não deu. Por isso, todo mundo recrimina o Falcão (do futsal), por tentar dar um chute em um juiz desse, mas um cara assim merece", disparou o volante, em entrevista à Rádio Itatiaia.

Fabrício se referiu ao pontapé que Falcão, craque do futsal, tentou dar no árbitro Gean Telles após o primeiro jogo da final da Liga Futsal, na última terça-feira.

"Não pude fazer nada no jogo, ninguém pode falar com ele. Este cara é um babaca. Ele nos prejudicou, inverteu muitas faltas. Eu, particularmente, não consegui jogar. É complicado esse cara, muito complicado... Tem que trabalhar na profissão dele mesmo", acrescentou.

A intimidação de Péricles Bassols foi confirmada por Wellington Paulista, que, apesar de ser amigo do árbitro, também não poupou críticas. O atacante lembrou que ainda em uma partida do primeiro turno do Brasileiro, também entre Cruzeiro e Avaí, Péricles teve a mesma atitude.

"É difícil falar de arbitragem. Tenho uma amizade boa com ele (Péricles) desde quando joguei no Botafogo, ele também é do Rio de Janeiro. Mas é visível. No jogo de Uberlândia, ele avisou o Fabrício, hoje falou de novo. Você pode ver que ele não deu nenhuma falta em cima do Fabrício. Isso é complicado. Temos que trabalhar e esquecer a arbitragem, porque ele já veio com má intenção com o Fabrício", comentou.

Fonte: Terra, www.terra.com.br