Faixas ofensivas contra Ronaldinho serão vetadas no RS

Faixas ofensivas contra Ronaldinho serão vetadas no RS

Faixa anti-Ronaldinho se espalham por Porto Alegre

A Polícia Militar afirma que vai proibir o ingresso de faixas comercializadas em Porto Alegre que, visando o confronto de Grêmio e Flamengo no Estádio Olímpico do próximo domingo, se popularizaram como "campanha do pilantra". Com base no Estatuto do Torcedor, a PM pretende amenizar os protestos para Ronaldinho.

"Toda mensagem ofensiva tem o ingresso vedado pelo artigo 13 do Estatuto do Torcedor. Será feita uma revista rigorosa nos portões e não será permitida a exibição dessas faixas", afirmou o Coronel João Diniz Godói, comandante do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar.

"Se entrar alguma dessas faixas e for exposta, vamos abordar e pedir que se recolha. Se (o torcedor) insistir, será retirado por ato de desobediência", acrescentou o Coronel Godói. Segundo a Polícia Militar, serão 500 homens envolvidos na partida, sendo 300 dentro do Estádio Olímpico - o Grêmio irá disponibilizar 250 seguranças.

Os números são equivalentes a um jogo de grande porte e só se explicam por conta do retorno de Ronaldinho ao Estádio Olímpico. Cerca de 5 mil faixas com a palavra pilantra são comercializadas, via internet, por um grupo de torcedores gremistas. Segundo o torcedor Luiz Bira, a ideia é realizar a maior manifestação contra um jogador que o futebol brasileiro já viu.

"A Campanha do Pilantra. É assim que nós estamos chamando esta manifestação que vamos realizar contra o Ronaldinho Gaúcho. A maior sacanagem que ele fez foi não ter retornado para o Grêmio, todo gremista se sentiu traído pela segunda vez", disse.

Fonte: Terra, www.terra.com.br