Falta de reação mantém Leão em perigo

O presidente Lúcio Bomfim começa a fazer as contas e diz que há um fator positivo

Quatorze jogos separam o Fortaleza da sua perman?ncia na S?rie B do Campeonato Brasileiro, ou -o que ningu?m pretende - o seu tem?vel rebaixamento para a S?rie C. O Le?o vem de quatro derrotas consecutivas no segundo turno da competi??o, estando na zona de rebaixamento de novo.

O que tem mais intrigado jogadores, comiss?o t?cnica e diretoria ? que o time tem se apresentado bem, embora perdido as partidas. O ?ltimo resultado ( 2 a 1 para o Ava?) aconteceu j? nos acr?scimos, quando uma ?ltima vacila??o permitiu o advers?rio virar.

O presidente L?cio Bomfim come?a a fazer as contas e diz que h? um fator positivo nessa inquietude total: ?No estudo que eu fiz, o Fortaleza ? o ?nico time dos 8 ?ltimos que vai jogar cinco jogos em casa, contra advers?rios diretos. N?o vamos enfrentar nenhum dos seis primeiros em casa e pela minha proje??o, se o Fortaleza tem segurado em casa o empate contra o Ava?, atingir?amos 47 pontos. Vamos ter de procurar recuperar esse ponto ou contra o Cear? ou contra o CRB. Para um time cair ele ter? que ficar abaixo dos 43 pontos?, comentou o presidente do Le?o, L?cio Bomfim, ontem ? tarde.

O t?cnico Heriberto da Cunha justifica assim as quatro derrotas: ?Tr?s desses jogos foram fora de casa. Perdemos no Castel?o para o Corinthians, mas foi para o l?der, que tem ganho tanto dentro quanto fora dos seus dom?nios?. Para a rea??o, o Le?o ter? que vencer Juventude e Crici?ma.

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br