Família de Pistorius recebe ameaça de estupro e morte de paratleta

A polícia está investigando as ameaças

Parentes de Oscar Pistorius alegam que receberam uma mensagem ameaçando o bicampeão paralímpico de ser estuprado na prisão, a menos que paguem um suborno. A porta-voz da família, Anneliese Burgess, disse que uma pessoa desconhecida alertou que o sul-africano, que é julgado pelo assassinato da namorada Reeva Steenkamp, em 2013, vai ser espancado e estuprado, a não ser que sua família ceda às ameaças.

As exigências foram enviadas para o primo Pistorius Arnoldus, via mensagem de texto, no dia 16 de junho, um dia após terminar a audiência do atleta. A pessoa quer dinheiro em troca de evidências de que o promotor teria pago uma testemunha que depôs contra Pistorius. Quando o primo não respondeu, ele começou a fazer ameaças dirigidas para tratamento Pistorius "por outros internos" dentro da prisão.

A polícia está investigando as ameaças, mas até o momento não fizeram nenhuma prisão. Pistorius enfrenta um julgamento em Pretória, na África do Sul, para tentar diminuir a pena de 15 anos imposta contra ele por matar a namorada a tiros, em fevereiro de 2013.

O paratleta foi inicialmente condenado por homicídio culposo e pegou apenas cinco anos de detenção, mas, desde então, o caso tem sido convertido em assassinato. O atleta biamputado alegada que confundiu a modelo com um intruso. A sentença final deve ser divulgada no dia 6 de julho.


Oscar Pistorius
Oscar Pistorius
Fonte: Com informações do Jornal Extra