Federer supera Soderling e vai à semi em Nova York

Federer supera Soderling e vai à semi em Nova York

Suíço enfrentará Novak Djokovic pelo quarto ano seguido no US Open

Robin Soderling até que teve suas chances, mas a noite era mesmo de Roger Federer. Sem se deixar incomodar com o vento nova-iorquino, o suíço disparou 18 aces e 36 bolas vencedoras para derrotar o rival por 6/4, 6/4 e 7/5 e retornar à semifinal do US Open.

Com o triunfo desta quarta-feira, Federer eliminou seu algoz em Roland Garros. No Grand Slam francês, também pelas quartas de final, Soderling levou a melhor e evitou que o suíço igualasse o recorde de Pete Sampras como tenista que mais semanas (286) permaneceu como número 1 do mundo. Nadal foi campeão no saibro francês e roubou do suíço a ponta do ranking.

A semifinal deste ano terá um adversário muito conhecido para o atual número 2 do mundo: o sérvio Novak Djokovic. Os dois se enfrentaram nas últimas três edições do US Open. Em 2007, Federer e Djokovic decidiram o título. Em 2008 e 2009, lutaram por um lugar na decisão. Em todas oportunidades, o suíço levou a melhor.

Chances perdidas para o sueco

Se Soderling estava incomodado com o vento, não demonstrou nos primeiros games. Logo no segundo, teve três chances de quebra - todas salvas pelo adversário. Federer encarou mais um break point no sexto game, mas se salvou novamente. O número 2 do mundo teve sua primeira chance no sétimo game e não desperdiçou: com uma curtinha vencedora, fechou o game, tomou a vantagem e não largou mais até o fim do set.

O momento continuou com o suíço na segunda parcial. No terceiro game, após ver Soderling abrir 40/15, Federer anotou quatro pontos seguidos e conseguiu a quebra. O sueco recuperou a igualdade em seguida, mas vacilou novamente com seu serviço no quinto game. Com 40/0, o número 6 do mundo teve uma bola fácil à disposição, mas se atrapalhou com o quique e falhou. Federer acreditou no game e, com cinco pontos seguidos, obteve nova quebra. Desta vez, o atual vice-campeão do US Open não bobeou mais e manteve a vantagem até fechar em 6/4.

Soderling não desanimou e seguiu lutando, em busca de chances para começar uma virada. A oportunidade veio no oitavo game. Sacando em 3/4, Federer cometeu dois erros e deu a quebra para o sueco. Soderling teve a chance de fechar a parcial, mas jogou duas bolas bobas na rede e deixou a oportunidade passar. O número 2 do mundo ganhou ânimo, quebrou novamente no 11º game e, sem vacilar, fechou o jogo.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com