Felipão: "A torcida tem todo o direito de me chamar de burro"

Treinador diz que ansiedade vem atrapalhando reação do Palmeiras nos últimos jogos, mas assume responsabilidade por má fase no Brasileirão.

O técnico Luiz Felipe Scolari chamou para si a responsabilidade pela má campanha do Palmeiras no Campeonato Brasileiro. O Verdão tem apenas 17 pontos e não consegue deixar a zona do rebaixamento. Apesar de não ter sido vaiado no empate contra o Grêmio, sábado, no Pacaembu, o treinador disse que a torcida poderia protestar contra ele pelo rendimento abaixo do esperado.


Felipão:

- A torcida tem todo o direito de me chamar de burro. O time não está jogando bem e quem escolhe sou eu, quem coloca em campo sou eu. A equipe pode ter uma ou outra dificuldade, mas a maioria dos jogadores foi escolhida por mim - afirmou.

A esperança do Palmeiras de reagir recaía na virada do turno, mas os resultados já não agradam novamente. O Verdão perdeu por 3 a 0 para a Portuguesa e não passou de um empate sem gols diante dos gaúchos, mesmo jogando mais de 70 minutos com um jogador a mais - Kleber foi expulso. O placar não tirou a equipe do grupo dos quatro piores do torneio nacional.

- O risco (de rebaixamento) é sério, não adianta ficar enganando. Não vejo como brincadeira. Estamos na 21ª rodada e seguimos na zona do rebaixamento - ressaltou.

Felipão entende que os jogadores estão ansiosos para alcançar vitórias e sair da incômoda situação. Por isso, estão encontrando tantas dificuldades em construir os placares. Na quinta-feira, o Alviverde recebe o Sport, outro ameaçado pela degola, às 21h, no Pacaembu.

- O grupo vem mostrando muita vontade e se empenhando. Vamos esperar que tenhamos uma vitória e possamos respirar um pouco para essa ansiedade passar. Às vezes, dentro de campo cria-se uma barreira pelos pontos que temos - explicou.

Fonte: GloboEsporte