Felipão aposta em palestras para minimizar inexperiência na Copa

Felipão aposta em palestras para minimizar inexperiência na Copa

Somente seis dos 23 chamados para o Mundial já estiveram em um Mundial

Daniel Alves, Fred, Julio Cesar, Maicon, Ramires e Thiago Silva. Dos 23 convocados para defender o Brasil na disputa da Copa do Mundo de 2014, somente estes seis possuem um Mundial de seleções no currículo. Tanta gente inexperiente é um problema, admite Luiz Felipe Scolari, mas o técnico já tem em mente o que fazer para superar esta dificuldade:

? Vamos convidar alguns ex-campeões mundiais e pessoas com boa bagagem em termos de imprensa e outras áreas para que eles nos ajudem com algumas palestras. É assim que pretendemos ter um ambiente e colocar aquela coisa a mais de como é uma Copa do Mundo.

Felipão não citou nomes sobre quem serão os palestrantes que pretende chamar, mas ele próprio poderia ser um escolhido, já que esteve no comando da seleção que se sagrou pentacampeã no Mundial de 2002, disputado no Japão e na Coréia do Sul. Tal passado, aliás, não será esquecido, promete o treinador:

? (Nós, da comissão técnica) Vamos ter que passar nossa experiência: a minha, do (Carlos Alberto) Parreira (coordenador técnico), do (Paulo) Paixão (preparador físico) e do (José Luiz) Runco (médico)...

Puxada por nomes como Julio Cesar, Fred e Maicon, a média de idade da seleção brasileira que disputará a próxima Copa é de 27,8 anos. Trata-se da terceira maior da história do país nas Copas, mas o próprio Felipão admite que este número não é o único que deve ser levado em consideração. Ele, por exemplo, acredita que a equipe de 2002, que tinha média de idade de 26,5 anos, era mais experiente:

? Naquela oportunidade, acho que eram uns 10 que não tinham jogado uma Copa. Porém, as experiências que esses jogadores de hoje estão ganhando nos campeonatos que jogam atualmente me fazem acreditar que eles não vai sentir a diferença de jogar uma competição europeia ou uma Copa.

Por mais de uma vez, aliás, Felipão fez questão de ressaltar a confiança que possui no grupo:

? Não acho que (a inexperiência em Copas) vá fazer tanta diferença e confio plenamente nesse grupo por uma série de detalhes. Quem conhece, sabe que eles podem fazer a diferença.

Vale lembrar que, da atual seleção, há somente dois gols marcados na história das Copas: Fred, nos 2 a 0 contra a Austrália na primeira fase de 2006, e Maicon, nos 2 a 1 sobre a Coreia do Norte na estreia de 2010.

Mas e daí? Na visão de Felipão é até menos complicado trabalhar com novatos:

? Desenvolver com esses jovens é mais fácil do que jogadores experientes e que já não têm mais "aquela ambição". No meu caso, eu trabalho com isso há 40, 50 anos e esta é minha vida. Penso também que seja a vida deles.

Fonte: r7