Felipão descarta pedido de desculpas e diz ter "cartas na manga"

Felipão descarta pedido de desculpas e diz ter "cartas na manga"

Depois de se irritar e disparar contra a imprensa, Felipão foi recebido na Arena Barueri, no sábado, por palhaços.

Luiz Felipe Scolari prosseguiu com sua "guerra" contra a imprensa nesta segunda-feira. O treinador do Palmeiras quebrou o silêncio e concedeu entrevista coletiva, mas descartou pedir desculpas pelas ofensas dirigidas contra repórteres após o empate por 1 a 1 com o Atlético-MG, pela Copa Sul-Americana, na última quarta. De acordo com o técnico, as constantes referências aos valores recebidos por ele no clube alviverde o deixam "exposto" e podem obrigá-lo a tomar alguma providência.

"Eu estou sempre exposto, quando vocês mencionam todos os dias valores absurdos em um País como o nosso. Então, só quero dizer uma coisa: calma, não são algumas pessoas da imprensa que estão sendo expostas, eu estou sendo muito mais, minha família está sendo muito mais. Espero nunca ter alguma dificuldade, porque vou saber me defender. Vamos pôr os pés no chão, porque eu também tenho cartas na manga, alguns trunfos de que posso usufruir", disse.

Felipão também declarou que as brigas com a imprensa o têm ajudado a motivar o Palmeiras. No último sábado, antes da partida contra o Goiás (vitória por 3 a 2), vários jornalistas receberam o técnico na Arena Barueri usando um nariz de palhaço.

"Não quero que vocês me entendam mal, mas (a situação) afeta o grupo muito positivamente. Meu grupo de jogadores, os atletas que estão participando pelo Palmeiras, estão cada vez mais motivados. No jogo do Goiás, logo depois da chegada, o que vi dentro do vestiário era que os jogadores iam se empenhar mais do que nunca pela vitória", afirmou.

Os conflitos com jornalistas chegaram ao ápice depois da partida contra o Atlético-MG. Questionado sobre nova lesão do meia Valdivia - que, na partida, voltou a sentir a coxa após poucos minutos em campo - o treinador se irritou, disse que os repórteres estavam "de palhaçada" e ofendeu o autor da pergunta, chamando-o de "palhaço".

Para "aparar as arestas" com a imprensa, Felipão esteve na sexta-feira com Luiz Ademar e Erick Castelhero, respectivamente presidente e vice-presidente da Aceesp (Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo). Uma nova reunião deverá ser agendada para esta semana.

Fonte: G1 e Estadão