Felipão diz que Rede Globo violou sua privacidade na Copa de 2002

Na ocasião, a emissora captou declarações do treinador dentro do vestiário.

Em entrevista concedida no programa Kajuru Pergunta, nesta terça-feira, o técnico Luis Felipe Scolari revelou mágoa com a Rede Globo por conta do incidente acontecido durante a partida da Libertadores contra o Corinthians, quando a emissora captou declarações do treinador dentro do vestiário.



?Eles fizeram muita coisa comigo. Aquele microfone na janela. Aquilo foi uma invasão de privacidade. Eu ouvi em uma reunião que aquilo era jornalismo, mas para mim não é?, afirmou Felipão ao programa do canal Esporte Interativo.

O incidente aconteceu nas vésperas do clássico entre Palmeiras e Corinthians, válido pela Libertadores de 2000. Durante um treinamento da equipe, a emissora captou pela janela do vestiário do Palestra Itália declarações pesadas do treinador sobre o adversário e sobre alguns jogadores da equipe corintiana.

Apesar das críticas, o ex-treinador da seleção brasileira confirmou ter tido um bom relacionamento com os apresentadores do Jornal Nacional durante o Mundial da Alemanha. ?Eu convivi bem com a Globo durante a Copa. Especialmente com a Fátima Bernardes e com o esposo William Bonner com quem tive duas ou três reuniões antes para acertar a convivência no Mundial?, disse.

Felipão também negou que deu privilégios à Globo durante o Mundial de 2002 e que inclui repórteres de outras emissoras nas entrevistas no intervalo dos jogos. "Tentei mostrar que a convivência poderia ser boa em prol de um objetivo. Depois da Copa até aqui, entretanto, fui apenas a um programa da Globo", contou o atual técnico do Palmeiras.

Fonte: UOL