Felipão escala dois volantes de marcação e deixa Kaká na reserva

Luiz Gustavo e Fernando iniciam o treino entre os titulares. Meia-atacante do Real perde a vaga para Hulk. Técnico ainda testa três zagueiros

O técnico Luiz Felipe Scolari iniciou o primeiro treino na Suíça com a defesa protegida. Bem mais protegida. Nesta terça-feira, em centro de treinamento próximo à sede da Uefa, em Nyon, o comandante escalou a equipe com Fernando e Luiz Gustavo como volantes de proteção, e Kaká na reserva. Além disso, Hulk também começou a atividade na equipe principal. No fim do trabalho, Felipão ainda testou um esquema com três zagueiros.

No treino, que começou logo após um aquecimento de 30 minutos, a equipe entrou em campo com a seguinte formação: Julio César, Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Filipe Luís; Fernando, Luiz Gustavo, Oscar e Hulk; Neymar e Fred. Outra surpresa foi a presença de Marcelo no banco de reservas. Com Mano Menezes, o lateral-esquerdo do Real Madrid vinha sendo titular.

Mas o lateral-esquerdo não foi pego de surpresa durante a distribuição dos coletes. Antes mesmo do aquecimento da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari conversou com o jogador por cerca de cinco minutos no círculo central do CT. Na atividade tática, que a todo o momento era parada por Felipão. Tudo para indicar o melhor posicionamento para os atletas.

Ainda na primeira parte do treino, Felipão fez duas alterações. O comandante sacou Luiz Gustavo e Hulk e colocou Hernanes e Diego Costa. O time seguiu tendo boa atuação e sendo superior à equipe reserva.

Na segunda parte, o treinador fez mais alterações e a equipe ficou com três zagueiros: David Luiz, Thiago Silva e Dante. Com isso, o time entrou em campo com a seguinte formação: Julio César, David Luiz, Thiago Silva e Dante; Daniel Alves, Fernando, Hernanes, Kaká e Marcelo; Diego Costa e Neymar.

O esquema 3-5-2, aliás, foi o que consagrou Felipão na seleção brasileira em 2002. Foi dessa maneira que ele comandou a equipe rumo ao pentacampeonato.

Fonte: Globo Esporte