Felipão garante que jogo contra a Bolívia não vai atrapalhar Libertadores

Treinador afirma que times vão atuar pela Libertadores em dias diferentes ao das apresentação à Seleção e ao duelo em Santa Cruz de la Sierra

O técnico Luiz Felipe Scolari vai divulgar na quinta-feira, via site oficial da CBF, a convocação dos jogadores que vão encarar a Bolívia, no dia 6 de abril, em Santa Cruz de la Sierra. Desta vez, o treinador só poderá chamar atletas que atuam no Brasil. E, segundo o comandante, a lista não vai atrapalhar em nada as equipes que estão na briga pelo título da Libertadores.


Felipão garante que jogo  contra a Bolívia não vai atrapalhar a Libertadores

- Não. As equipes jogam nos dias 3, 4 e 10. Nosso jogo será no dia 6 de abril apenas. Todos terão tempo. Temos como ajeitar essa situação. Além disso, eu e o Parreira já conversamos com quase todos os treinadores e todos foram muito legais cedendo um ou dois jogadores de sua equipes.

Mesmo com a liberação dos clubes, Felipão ainda quer ver alguns jogadores que atuam na Europa. A CBF está tentando conseguir a liberação dos atletas para que eles possam atuar diante dos bolivianos. A partida será a penúltima antes da convocação final para a Copa das Confederações, que acontecerá entre os dias 15 e 30 de junho, no Brasil.

Felipão afirmou logo após o empate por 1 a 1 com a Rússia, nesta segunda-feira, que ainda vai acompanhar alguns jogos na Europa. A intenção é ver o desempenho dos atletas por seus clubes em confrontos importantes no Velho Continente.

- Vamos assistir aos jogos que sejam interessantes para nós.

Apesar de estar tentando ter atletas que atuam no exterior no jogo diante da Bolívia, a intenção é conseguir a liberação de tais atletas para o jogo diante do Chile, no dia 24 abril, no Mineirão. Em relação ao grupo que disputou os dois últimos amistosos, Felipão foi só elogios.

-Saio daqui com uma imagem boa desses dois jogos e com o grupo mais ou menos fechado. Vou observar alguns atletas nos dois próximos jogos para concretizar a ideia ? disse o comandante canarinho.

Um nome é certo na lista de Felipão para os dois próximos amistosos do Brasil: o atacante Osvaldo. O treinador queria ter utilizado o atleta diante da Rússia, mas preferiu segurar a alteração por conta da intensidade da partida.

- Pensei se eu poderia lançar o Osvaldo, mas deixei para observá-lo contra a Bolívia e depois no jogo do Chile.

Fonte: GloboEsporte