Felipe França dá troco em rival e conquista ouro nos 50 m peito

O italiano Fabio Scozzoli conquistou a medalha de prata com 27s17 nesta quarta-feira

O brasileiro Felipe França finalmente conseguiu superar seu maior rival, o sul-africano Cameron Van der Burgh, e vencer os 50 m peito do Mundial de Esportes Aquáticos de Xangai com 27s01. Esta é a terceira medalha de ouro do Brasil na competição - Cesar Cielo conquistou o primeiro lugar nos 50 m borboleta da natação, enquanto Ana Marcela Cunha faturou a prova dos 25 km da maratona aquática.

O italiano Fabio Scozzoli conquistou a medalha de prata com 27s17 nesta quarta-feira, enquanto Van der Burgh teve que se contentar com o bronze com 27s19.

No Mundial de 2009, em Roma, Felipe França havia perdido o ouro justamente para Van Der Burgh, recordista mundial (26s67). Além disso, na semifinal em Xangai, o sul-africano também fez o melhor tempo (26s90, melhor marca de 2011), novamente com o brasileiro na segunda colocação (26s95).

Entretanto, após a semifinal, Felipe França afirmou que havia cometido um erro, mas que não o repetiria na decisão. Além disso, prometeu realizar uma prova perfeita - o que acabou cumprindo. O brasileiro dominou a disputa desta quarta-feira e não deu chances aos adversários. Ao vencer, vibrou muito, dando socos na água.

Felipe França, que já havia conquistado o ouro nos 50 m peito no Mundial de piscina curta, em Dubai 2010, consegue uma medalha inédita para o Brasil - nunca um nadador do País havia vencido a prova em mundiais de piscina longa.

Além disso, França ameniza a frustração pela surpreendente eliminação na semifinal dos 100 m peito no Mundial de Xangai.



Fonte: Terra, www.terra.com.br