Felipe França leva prata e quebra jejum de 15 anos

Essa foi a primeira medalha do Brasil na piscina em Mundiais de natação em piscina olímpica em 15 anos

Ex-recordista mundial dos 50 m peito, o brasileiro Felipe França não conseguiu vencer o confronto direto com o sul-africano Cameron van der Burgh, mas conquistou a medalha de prata nesta quarta-feira na final da prova no Mundial de esportes aquáticos, que está sendo realizado em Roma.

Essa foi a primeira medalha do Brasil na piscina em Mundiais de natação em piscina olímpica em 15 anos. Também foi a segunda do país na atual cometição, já que Poliana Okimoto havia levado o bronze na maratona aquática de 5 km, que é disputada em águas abertas.

"Ser o primeiro a ganhar depois de 15 anos é uma honra, depois do recorde mundial. Eu almejava o ouro. Estou muito satisfeito com a prata, mas continuo querendo o ouro", em entrevista à Sportv.

Na final, França conseguiu nadar abaixo do recorde mundial que havia estabelecido em maio deste ano (26s89), mas o tempo de 26s76 foi insuficiente para bater Cameron van der Burgh, que anotou 26s67, melhor marca da história.

Van der Burgh já havia tirado o recorde do brasileiro nas semifinais, quando fez 26s74.

A medalha de bronze foi o norte-americano Mark Gangloff (26s86). O outro brasileiro na prova, João Júnior, terminou empatado com o esloveno Emil Tahirovic na sétima colocação, com 27s31.

Xodó da torcida italiana, Federica Pellegrini deu mais uma alegria para o público presente no Foro Itálico. Com 1min52s98, conquistou o ouro nos 200 m livre e bateu o recorde mundial que havia estabelecido ontem (1min53s67).

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br