Massa desabafa: "Foi uma corrida de m..."

Brasileiro bateu em Liuzzi e Schumacher, terminou prova em 15º e caiu para 8º no Mundial

Bastante decepcionado com o 15º lugar do GP do Canadá, que o deixa cada vez mais longe do título da temporada, o piloto Felipe Massa, da Ferrari, não escondeu sua decepção e irritação após a prova deste domingo (13).

Depois de passar por vários incidentes durante a corrida, e andar sempre no pelotão intermediário - na maior parte do tempo fora da zona de pontuação -, Massa ainda foi punido com um acréscimo de 20 segundos em seu tempo final de corrida por ter ultrapassado a velocidade máxima nos boxes.

Na ocasião, o piloto da Ferrari havia se chocado com o alemão Michael Schumacher (Mercedes), ao disputar a nona colocação já no fim da prova. Depois, terminou em 15º - a punição não alterou sua posição final na corrida.

Em oitavo no Mundial de Pilotos, 42 pontos atrás do líder Lewis Hamilton (McLaren), Massa resumiu o GP do Canadá em entrevista aos repórteres brasileiros presentes no circuito de Montréal.

- Estou muito [chateado]. Foi uma corrida de m..., para falar a palavra certa. Aconteceu de tudo comigo. Tínhamos carro para lutar pelos cinco primeiros É uma pena ter acontecido tudo isso em uma corrida que podíamos pontuar bem.

O companheiro de equipe de Massa, o espanhol Fernando Alonso, terceiro colocado no Canadá, é o quarto no Mundial, com 27 pontos a mais do que o brasileiro, que teve problemas já nos primeiros metros da corrida, quando se chocou com a Force India de Vitantonio Liuzzi. Para ele, foi o "pior momento da prova".

- Eu estava fazendo uma ótima largada, passando o Liuzzi e botando o carro do lado do Button. Quando entrei na primeira curva, estava no meio de dois carros, um pouco na frente do Liuzzi e um pouco atrás do Button. Não vi mais o Liuzzi, comecei a entrar na curva, sabendo que ele poderia estar ali, mas em um certo momento ele me pegou em cheio.

Batida com Schumacher

Massa evitou se estender sobre o choque com Michael Schumacher, que chegou a ser investigado pela manobra, mas não foi punido.

- Cheguei no Michael e freei no limite no final da reta. Ele estava no lado esquerdo, um pouco no meio, e foi vindo um pouco para a esquerda, onde eu já não conseguia mais parar o carro. Foi quando ele encostou na minha asa dianteira.

Fonte: R7, www.r7.com