Felipe Massa é 9º e larga ao lado de Sebastian Vettel; Mercedes ocupa 1ª fila no GP da Espanha

Felipe Massa é 9º e larga ao lado de Sebastian Vettel; Mercedes ocupa 1ª fila no GP da Espanha

O brasileiro Felipe Massa andou bem ao longo de todo o sábado, com o quarto lugar no terceiro treino livre e no Q2

Não haverá surpresas na primeira fila do grid de largada para o Grande Prêmio da Espanha de Fórmula 1. Neste sábado, o treino de classificação terminou com a dupla da Mercedes nas primeiras colocações, com Lewis Hamilton em primeiro e Nico Rosberg em segundo. O britânico marcou 1min25s232, enquanto o alemão fez 1min26s561.

O brasileiro Felipe Massa andou bem ao longo de todo o sábado, com o quarto lugar no terceiro treino livre e no Q2. No entanto, no Q3, perdeu rendimento e conquistou o novo tempo. O piloto da Williams largará ao lado do alemão Sebastian Vettel, décimo com a Red Bull após abandonar a última sessão de treinos.

O terceiro lugar do grid de largada ficou justamente com o companheiro de Vettel na Red Bull, o australiano Daniel Ricciardo, com Valtteri Bottas (Williams) em quarto. Romain Grosjean, Kimi Raikkonen, Fernando Alonso e Jenson Button completam as dez primeiras posições, respectivamente ocupando as terceira e quarta filas.

A primeira parte do treino de classificação terminou prematuramente para Pastor Maldonado, venezuelano da Lotus, que bateu e obrigou a organização a suspender temporariamente as atividades. Naquele momento, o alemão Nico Hulkenberg era o líder, marcando 1min28s856 com a Force India. Apenas cinco pilotos haviam saído dos boxes.

No entanto, não demorou para que a Mercedes ditasse novamente as regras no treino, colocando Nico Rosberg em primeiro (1min26s764) e Lewis Hamilton em segundo (1min27s238). Sebastian Vettel, Felipe Massa, Daniil Kvyat, Valtteri Bottas, Fernando Alonso, Esteban Gutierres, Jean-Eric Vergne e Kimi Raikkonen completavam as dez primeiras posições.

Massa terminou o Q1 em quinto, superado pela Red Bull de Daniel Ricciardo. No fim, foram eliminados Adrian Sutil (17º com a Sauber), Max Chilton (18º com a Marussia), Jules Bianchi (19º com a Marussia), Marcus Ericsson (20º com a Caterham) e Kamui Kobayashi (21º com a Caterham), além de Pastor Maldonado.

No Q2, Valtteri Bottas saiu na frente com a marca de min127s859, mas Felipe Massa marcou 1min27s733 e tomou o primeiro lugar. Pouco tempo depois, porém, coube a Kimi Raikkonen assumiu a primeira posição, marcando 1min27s454.

Mas veio a dupla da Mercedes e mais uma vez monopolizou a briga pelas primeiras colocações, colocando Nico Rosberg em primeiro (1min26s088) e Lewis Hamilton em segundo (1min26s210). Com a evolução de Daniel Ricciardo, Sebastialn Vettel, Romain Grosjean e Fernando Alonso no treino, Massa caiu para oitavo, correndo risco de eliminação.

O brasileiro, porém, reagiu no minuto final com a marca de 1min27s016, saltando para a quarta colocação. Assim, a knockout zone do Q2 teve Nico Hulkenberg (11º com a Sauber), Sergio Perez (12º com a Force India), Daniil Kvyat (13º com a Toro Rosso), Esteban Gutierresz (14º com a Sauber), Kevin Magnussen (15º com a McLaren) e Jean-Eric Vergne (16º com a Toro Rosso). O francês ainda tem uma punição de dez posições, com uma roda solta nos treinos da véspera, e largará em último.

No Q3, Vettel abandou a oito minutos do fim, apontando problemas do motor e paralisando a sessão. Quando voltou, Hamilton assumiu o primeiro lugar com 1min26288, com Rosberg atrás marcando 1min26s561. E enquanto alguns dos pilotos ainda nem tinha marcado volta após o fim do tempo para abertura de voltas, Hamilton baixou a própria marca para 1min25s232. Massa, tardiamente, marcou o nono tempo, com 2s170. A corrida acontece neste domingo, às 9h (horário de Brasília).

Fonte: Terra