Motivado, Fernandinho promete títulos e ser mais agressivo no SP

Motivado, Fernandinho promete títulos e ser mais agressivo no SP

Só em 2011, foram três longas estadias no departamento médico, tanto que ele disputou apenas metade dos jogos da equipe no Campeonato Brasileiro

Único remanescente da leva de reforços contratados e que não deram certo em 2010, o atacante Fernandinho inicia a temporada 2012 disposto finalmente a ter a sequência que a torcida e a diretoria do São Paulo tanto esperam. Contratado após ser apontado como revelação no Brasileiro de 2009, quando defendeu o Barueri, o jogador conviveu com as lesões desde que chegou para vestir a camisa 12 do Tricolor. Foram várias contusões musculares e duas fraturas por estresse na perna direita. Só em 2011, foram três longas estadias no departamento médico, tanto que ele disputou apenas metade dos jogos da equipe no Campeonato Brasileiro.

- O que mais me atrapalhou foram as lesões. Não quero lembrar disso, foi muito triste, mas 2012 é um ano novo. Tenho trabalhado sempre com dedicação, com vontade. Pretendo ser da mesma forma e talvez até mais agressivo. Não posso mudar para menos, sempre para mais - disse o jogador.

Fernandinho começa a temporada sem saber se será titular com Emerson Leão. Apesar de Dagoberto ter sido negociado com o Internacional, o treinador está propenso a começar com Lucas ao lado de Luis Fabiano na estreia do Campeonato Paulista, no dia 22, contra o Botafogo-SP, no estádio do Morumbi.

- Eu trabalho para isso. Agora vai depender do Leão, do que ele pensa para o time. Essa pré-temporada está sendo importante porque força todo mundo a ficar junto, a conversar, a buscar o melhor para o time. Também ajuda na adaptação dos reforços que acabaram de chegar - acrescentou o atacante.

Após os fracassos acumulados em 2011, Fernandinho mira a reação já neste primeiro semestre. Para ele, o São Paulo não pode passar em branco.

- Todo mundo aqui sabe a importância da Copa do Brasil, mas também não podemos descartar o Campeonato Paulista. A torcida tem o direito de cobrar, porque o São Paulo é acostumado a vencer e ganhar títulos - afirmou.

Fonte: GloboEsporte