Alonso vence GP da Europa; Schumacher se classifica em 3°

Fernando Alonso largou bem, contou com a sorte e venceu pela 2ª vez no ano

O espanhol Fernando Alonso mostrou que todo campeão que se preze precisa ter sorte. Depois de largar na 13ª colocação, ele deu um show no GP da Europa, disputado em Valência, e também contou com erros e abandonos de seus principais adversários para chegar na frente e ser o primeiro piloto a vencer duas corridas nesta temporada.


Fernando Alonso vence GP da Europa

Kimi Raikkonen, da Lotus, terminou em segundo e Michael Schumacher, da Mercedes, completou o pódio. Foi a primeira vez que o alemão subiu ao pódio após o seu retorno à F1 em 2010. Seu último pódio havia sido em 2006, no GP da China, quando ainda corria de Ferrari. Bruno Senna acabou em 11º e Felipe Massa em 15º.

Antes do GP deste domingo, nas sete primeiras etapas, sete pilotos diferentes havia ganhado. Além de Alonso, Jenson Button, Nico Rosberg, Sebastian Vettel, Pastor Maldonado, Mark Webber e Lewis Hamilton conquistaram o 1º lugar.

De quebra, o espanhol assume a liderança na classificação geral com 111 pontos contra 91 pontos de Mark Webber, da Red Bull.

Sebastian Vettel teve uma largada tranquila e na parte de trás do grid os destaques foram as duas ferraris e tanto Fernando Alonso (11º) como o brasileiro Felipe Massa (13º) ganharam três posições.

Correndo em casa, o espanhol mostrou que o mau desempenho da escuderia italiana no treino classificatório foi mesmo um escorregão e após a primeira parada nos boxes já era o 4º colocado.

Os brasileiros também vinham bem, mas Bruno Senna foi ultrapassado por Kimi Raikkonen e, na sequência, o japonês Kamui Kobayashi tocou na traseira do piloto da Williams, que ainda acabou punido e teve que pagar um drive-through.

Inspirado, Alonso ainda mostrou sorte que estava em um dia de sorte. A primeira prova foi quando Vernel e Kovalainen se tocaram nas últimas posições e o safety car precisou entrar na pista. Todos os pilotos aproveitaram para entrar nos boxes e a McLaren acabou errando no pit stop de Lewis Hamilton, favorecendo o piloto da casa.

Na relargada, Vettel manteve a ponta e Alonso ganhou a segunda posição de Romain Grosjean, da Lotus. Mesmo com um carro menos veloz, o espanhol conseguiu a ultrapassagem em bela manobra e para alegria do piloto e dos torcedores espanhóis, o líder Vettel abandonou a prova com problemas mecânicos.

O japonês Kobayashi, por sua vez, voltou a atacar e desta vez bateu em Felipe Massa, que teve um pneu furado, precisou parar e teve a corrida comprometida. Após o segundo acidente com brasileiros, o japonês abandonou. Mesmo terminando o GP, os brasileiros acabaram não pontuando com Senna, em 11º, e Massa, em 15º.

Na frente, Alonso passou a sofrer com a pressão de Grosjean, que durante a semana toda foi um dos mais rápidos em Valência. Mas a sorte estava mesmo ao lado do bicampeão mundial e o francês também abandonou a corrida.

Faltando 15 voltas para o fim, ele só administrou a vantagem sobre Raikonnen e ainda viu Hamilton abandonar a prova após se chocar com Maldonado. Os dois deram de presente o primeiro pódio para Schumacher desde o seu retorno em 2010.

Fonte: UOL