Festa do Paulistão tem briga de Neymar pai, gafes de bêbados, mulheres e incêndio; veja!

Festa do Paulistão tem briga de Neymar pai, gafes de bêbados, mulheres e incêndio; veja!

O evento teve um princípio de incêndio, todo o tumulto em volta do craque Neymar, as famosas marias-chuteiras e bêbados incovenientes.

A festa do Paulistão celebrou os melhores jogadores do torneio e o campeão Santos, mas a premiação ficou em segundo plano em alguns momentos. A festa foi recheada de fatos inusitados protagonizados pelos astros, pelos oportunistas de plantão e por anônimos que sonhavam ter um espaço ao lado dos ídolos.

O evento teve um princípio de incêndio, todo o tumulto em volta do craque Neymar, as famosas marias-chuteiras e bêbados incovenientes comuns em qualquer confraternização. O UOL Esporte selecionou 13 episódios que ajudam a contar como foi a noite de comemoração um dia depois de o Santos sagrar-se tricampeão paulista.

Princípio de incêndio causa susto

Um incidente causou susto no espaço reservado à imprensa no HSBC Arena. Uma funcionária do buffet derrubou o fogareiro que aquecia os salgados servidos aos jornalistas e seguranças. A toalha de mesa ficou em chamas e os bombeiros foram chamados. Não passou de um susto e o fogo foi apagado com água.

Pai de Neymar briga com segurança

A confusão se instala por onde Neymar passa. Ávidos por um registro, curiosos, fãs e jornalistas causam muito trabalho aos seguranças. Não foi diferente na festa do Paulistão. Na chegada, na saída e até dentro do evento o tumulto e o empurra-empurra foram grandes.


Festa do Paulistão tem briga de Neymar pai, gafes de bêbados, mulheres e incêndio

Os guarda-costas precisaram usar o grito e a força física para abrir espaço e proteger o craque que se mantinha calmo, ao contrário de seu pai. Irritado com um dos seguranças que acompanhava seu filho, ele xingou e falou até palavrão. "Você não entende nada do que você está fazendo. Você não está preparado", esbravejou.

Panicat de biquíni enfrenta chuva e frio

Vida de Panicat nem sempre é fácil. Durante a premiação dos melhores do Paulistão, a panicat Thaís Bianca enfrentou chuva e o frio de 13ºC da capital paulista vestindo apenas um biquíni. Sem poder entrar no evento, ela ficou do lado de fora da casa de shows esperando a saída dos jogadores e usou um roupão para driblar a baixa temperatura. O esforço teve alguma recompensa. No fim da noite, ganhou de Neymar a bola oficial do torneio.


Festa do Paulistão tem briga de Neymar pai, gafes de bêbados, mulheres e incêndio

Motorista do ônibus do Santos quase leva multa

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) fez uma operação especial para organizar o trânsito, mas precisou reforçar a equipe com mais quatro pessoas. O grande número de veículos, curiosos e profissionais da imprensa na rua sobrecarregaram o fiscal Éder que precisou usar uma estratégia para não perder o controle da situação. Ele chegou a ameaçar o motorista do ônibus do Santos de levar uma multa porque estacionou no meio da rua interrompendo o trânsito. Os jogadores só puderam descer depois que ele parou do outro lado da calçada.

Maria-chuteira e paquera

Onde tem jogador de futebol, tem maria-chuteira. E Lucas e Neymar são os alvos mais disputados. O meia são-paulino teve que driblar as pretendentes para conseguir deixar o local da premiação após ser eleito o melhor meia direita do torneio. Na saída, uma moça deu seu número de telefone ao jogador.

A amiga de outra menina revelou que a garota já o conhecia de outras festas e os dois estavam trocando mensagens com frequência. Neymar não ficou atrás. O atacante deixou a festa dirigindo seu carro e seguido pelo veículo de seu pai, que levava o empresário Wagner Ribeiro e três moças usando microssaias.

Musa do Paulistão tieta Neymar e divulga ensaio nu

Se a premiação era para os melhores do campeonato, Lorena Bueri merece destaque. A Musa do Bragantino superou as concorrentes, venceu o concurso e já colhe os frutos. A bela modelo foi uma das mais assediadas e não desperdiçou a chance de tietar Neymar. ?Precisava te conhecer?, disse ao craque. Aproveitou também para divulgar seu novo trabalho: um ensaio nu na revista Sexy, que estará nas bancas em julho.


Festa do Paulistão tem briga de Neymar pai, gafes de bêbados, mulheres e incêndio

Rivais do Santos ignoram festa

Os rivais do Santos ignoraram a festa e se recusaram a presenciar a comemoração alvinegra. O presidente do Corinthians Mario Gobbi, o atual diretor de seleções da CBF, Andrés Sanchez, e o presidente do São Paulo Juvenal Juvêncio não compareceram ao evento da FPF. Entre os jogadores, apenas os premiados foram vistos.

Tirone deixa festa antes de começar

Arnaldo Tirone não quis ver a comemoração santista. O presidente do Palmeiras deixou a premiação do Paulistão antes mesmo do início, por volta de 21h40, alegando compromissos familiares. ?Deu tempo de dar um abraço. A festa é do Santos?, disse.

O mandatário ainda foi surpreendido com o manobrista que cobrou o pagamento do serviço. No entanto, antes de tirar uma nota de R$ 100,00 do bolso, o funcionário da FPF entregou um voucher ao cartola.

Del Nero: anfitrião sorridente

A festa da Federação Paulista de Futebol deixou o presidente Marco Polo Del Nero orgulhoso. O anfitrião era só sorrisos e mostrou-se bem à vontade na premiação em que foi até tietado com vários pedidos de fotos. Sempre acompanhado do presidente da CBF, José Maria Marin, também não dispensou a companhia da mestre de cerimônias Carolina Galan e foi um dos últimos a deixar o local.

Oportunista cobra R$ 1 mil por "pulseira VIP"

O evento de premiação dos craques era restrito para convidados e nem a imprensa, com exceção da TV Globo, tinha acesso. A fiscalização era rígida e só poderia assistir à entrega dos troféus quem tivesse convite. Na porta, no entanto, um homem queria ganhar dinheiro a qualquer custo. Ele pegou a pulseira com um dos convidados que já havia ido embora e ofereceu aos interessados em troca de R$ 1 mil.

Neymar provoca alegria e raiva dos funcionários

A presença do maior craque do futebol brasileiro nunca passa despercebida. Na noite desta segunda-feira, ele provocou a alegria e a raiva dos funcionários que estavam trabalhando. O manobrista que levou seu carro admitiu a empolgação em dirigir o Volkswagen Touareg branco do atacante e revelou até que ele esqueceu o rádio BlackBerry no veículo. "Queria gravar meu número no telefone dele", revelou.

Já o garçon do buffet, ficou decepcionado. Ele disse que teve um pedido de autógrafo negado pelo jogador e o considerou arrogante. "Eu estava com a camisa do Santos e ele cutucou o segurança. Depois falou "autógrafo só depois da festa". Muito arrogante. Essa boa imagem é só marketing", afirmou.

Bêbados causam constrangimento e cometem gafes

A bebida sempre é um capítulo à parte nas festas e culpada por grandes gafes. Momentos de inconveniência não faltaram aos convidados que abusaram das cerca de 500 garrafas de whisky e 667 de espumante que foram servidas, além da cerveja, segundo os organizadores.

O narrador Dirceu Maravilha abusou do whisky e da paciência de uma das promotoras. Chamada de Sharon Stone, ela não estava nada satisfeita com o galanteio. Suas colegas de trabalham também foram incomodadas e se sentiram até ofendidas pelos convidados que queriam uma bola oficial do Paulistão a qualquer preço. Um deles se apresentou como sobrinho do presidente Marco Polo Del Nero e alegou que o presente era para uma criança portadora de síndrome de down.

Jogadores e técnicos também foram alvos das gafes. Torcedores alterados confundiram Romarinho com Cortês e pediram para Vadão sair da Ponte Preta, sendo que ele comanda o principal rival, Guarani. Ainda pediram mais sorrisos por causa da conquista do título. Mas nem se deram conta que o Bugre ficou com o vice-campeonato estadual.

Sobrou até para um dos patrocinadores. Um homem entrou no carro de uma montadora estacionado no saguão de entrada, ligou o automóvel e acelerou até o segurança sentir cheiro da fumaça e pedir para parar. Sem contar um dirigente do Juventus que revelou a Hernane, vice-artilheiro do Paulistão pelo Guarani, que ele tem lugar garantindo no time da Mooca.

Globais barrados na festa

Na festa do Paulistão só era permitida a entrada de funcionários da TV Globo, que detém os direitos de transmissão do evento. Mas até a emissora de TV sofreu com a rigidez da fiscalização. Um repórter e duas produtoras ficaram mais de meia hora esperando do lado de fora, sem conseguir entrar no evento porque não tinham credencial. O problema só foi resolvido quando representantes da empresa que já estavam na festa deram uma pulseira de acesso.

Fonte: UOL