"Fez o que uma criança faria", diz ex-técnico da Inglaterra sobre David Luiz

David Luiz teve uma noite para esquecer na última quarta-feira: precisou, aos 21 minutos, ir para o sacrifício e substituir o companheiro Thiago Silva.


Ainda em fase final de recuperação de uma lesão na coxa esquerda, sofrida no começo do mês, David Luiz teve uma noite para esquecer na última quarta-feira: precisou, aos 21 minutos, ir para o sacrifício e substituir o companheiro Thiago Silva e acabou tendo participação decisiva ao levar duas canetas em lances que geraram gols de Luis Suárez. Então, virou vítima de inúmeras brincadeiras na internet e muitas críticas. Glenn Hoddle, técnico da seleção inglesa na Copa de 1998 e atualmente comentarista de um canal de TV, não poupou o brasileiro e o comparou a uma criança de oito anos que nunca foi treinada.

"Ele era o único homem quando Suárez pegou a bola e correu em sua direção. Ele percebeu que era o último homem, e a última coisa quando se faz aí é ir para o desarme. Você tenta ganhar tempo para seu time voltar para ajudar. Ele fez o que uma criança de oito anos que nunca foi treinada faz. Ele tentou ganhar a bola colocando os dois pés juntos, mas quando você faz isso, você não pode se mover para lugar algum. Suárez o deu outra caneta", disse Hoddle em mesa redonda do "Sky Sports", referindo-se ao lance do terceiro gol do Barça na partida.

Após passar três temporadas no Chelsea e ser liberado por José Mourinho antes da Copa do Mundo do ano passado, David deixou na Inglaterra a impressão de que poderia ser melhor aproveitado no meio de campo do que na zaga. E esta é a opinião de Hoddle, que acredita que o brasileiro tem talento, mas comete falhas atuando no centro da defesa.

"Para mim, ele é irresponsável na defesa. Ele sempre foi. Você precisa achar um lugar para ele no meio de campo ou até mesmo na lateral direita. Ele é um jogador que gosta de jogar no playground, quando não há peso no jogo. Ele é um talento, mas isto não é futebol de alto nível ", completou.

Hoddle, porém, foi questionado por Thierry Henry se o técnico Laurent Blanc também não teria que levar a culpa pelos lances ao escolher botá-lo na partida mesmo sem plenas condições - a princípio, o brasileiro levaria um mês para voltar aos campos, mas correu com a recuperação para não perder os jogos contra o Barça.

"Se David Luiz não estava bem o suficiente para começar o jogo, por que foi para o campo depois de 21 minutos?", disse o ex-atacante.

Fonte: Globoesporte