FIA pode antecipar data do julgamento da Ferrari por vexame da Alemanha

FIA pode antecipar data do julgamento da Ferrari por vexame da Alemanha

Os comissários consideraram em Hockenheim que a Ferrari infringiu os artigos 39.1

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) ainda não sabe se julgará o caso da Ferrari na reunião marcada para o dia 10 de setembro em Como, na Itália. O problema é que a data coincide com a sexta-feira de treinos livres para o GP da Itália, no circuito de Monza, muito próximo ao lugar marcado.

- Os comitês relevantes da FIA ainda estão decidindo uma data para o julgamento da Ferrari - diz uma porta-voz da FIA.

A equipe italiana terá de se explicar após ter sido considerada culpada por ter ordenado a troca de posições entre seus pilotos no GP da Alemanha. Ela já recebeu uma multa de US$ 100 mil (cerca de R$ 178 mil) por atitude antidesportiva. O resultado da corrida em Hockenheim ainda está sub júdice.

Os comissários consideraram em Hockenheim que a Ferrari infringiu os artigos 39.1, que proíbe ordens de equipe, e 151c, que fala sobre atitudes antidesportivas que sujem a imagem do esporte. Eles começaram a investigar o caso logo após o término da corrida em Hockenheim. Stefano Domenicali, chefe da equipe, e Massimo Rivola, diretor, tiveram de ir à torre de controle do autódromo para explicar o incidente e as ordens codificadas na comunicação por rádio durante a corrida. Alonso e Massa também foram chamados.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com