Fifa autoriza instalação de juiz eletrônico na linha do gol

Fifa autoriza instalação de juiz eletrônico na linha do gol

"Daily Mail", da Inglaterra, diz que entidade assinou com duas empresas para uso da tecnologia. Juiz será alertado no relógio em caso de gol

A FIFA deu mais um passo para o uso do "juiz eletrônico", tecnologia que ajudará os árbitros em caso de gol - quando a bola cruzar a linha, o juiz será avisado pelo seu relógio. A entidade assinou os acordos de licenciamento com a GoalRef e a Hawk-Eye, e agora partirá para os testes. A Fifa também anunciou que o equipamento está liberado para ser instalado e testado por todo o mundo, mas de forma não oficial. A estreia está prevista para o Mundial de Clubes no Japão, em dezembro, que terá a presença do Corinthians, Chelsea e mais cinco clubes.

Mas a Fifa tomou cuidados para não ter qualquer problema com a tecnologia. Segundo o jornal inglês "Daily Mail", a entidade máxima do futebol fez um seguro sobre a eficácia do sistema - caso algum time proteste de alguma marcação, a resposabilidade será das empresas.

A tecnologia, que também deve fazer parte da Copa das Confederações de 2013, terá um custo aproximado de R$ 500 mil por estádio. A intenção da Fifa é que o sistema de avaliação garanta 100% de acerto e de imediatismo, acabando com a dúvida em lances em que não há clareza se a bola ultrapassou totalmente a linha ou não.

A polêmica cresceu durante a Copa do Mundo de 2010, quando os ingleses viram a anulação de um lance de Frank Lampard em que a bola entrou, mas o juiz não viu. Na última Eurocopa, lance semelhante aconteceu dessa vez contra os ingleses, na partida contra a Ucrânia.

Fonte: Globo Esporte