Fifa se exime de culpa por tumulto em amistoso

Fifa se exime de culpa por tumulto em amistoso

Torcedores ficaram feridos ao forçarem entrada em jogo da Coreia do Norte

A Fifa e o Comitê Organizador da Copa do Mundo da África do Sul desejaram, em comunicado oficial, uma rápida recuperação às pessoas que ficaram feridas durante tumulto que aconteceu antes do amistoso entre Nigéria e Coreia do Norte, neste domingo, mas se eximiram de qualquer culpa.

"A Fifa e o Comitê Organizador gostariam, em primeiro lugar, de desejar uma rápida recuperação para aqueles que foram afetados pelos incidentes", disseram ambas as organizações no comunicado.

E acrescentaram: "gostaríamos de reiterar que esse jogo amistoso não tem nenhuma relação com a organização da Copa do Mundo, para a qual continuamos plenamente confiantes. Ao contrário de alguns relatos da imprensa, a Fifa não tinha nada a ver com a venda de ingressos para este jogo", conclui o comunicado.

Ao todo, segundo números oficiais, 14 civis e um policial ficaram feridos neste domingo e foram transferidos para um hospital após uma confusão na entrada do Estádio Makhulong, em Tembisa, subúrbio de Johannesburgo, onde aconteceu um amistoso entre Nigéria e Coreia do Norte, que terminou com placar de 3 a 1 para os africanos.

A confusão começou quando um grupo de torcedores que não tinham ingressos se concentrou na portas do local e se negou a desistir de assistir ao jogo. Apesar de a polícia ter contido a multidão, alguns conseguiram forçar a abertura dos portões por duas vezes.

Alguns torcedores caíram no chão e foram pisoteados. Um policial foi gravemente ferido, mas já não corre risco de morte. Os 14 civis sofreram apenas ferimentos leves.

Fonte: lancenet