Figueirense e Coritiba empatam e estacionam no meio da tabela

Com o mesmo número de pontos, mas com mais vitórias na competição, o Coritiba segue no nono posto


Figueirense e Coritiba empatam e estacionam no meio da tabela

Ainda com o sonho de perseguir o G-4 e com campanhas semelhantes no Campeonato Brasileiro, Figueirense e Coritiba duelaram neste domingo, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, em um jogo que prometia ser muito movimentado, dadas as situações de ambos. Mas o que os torcedores viram foi um jogo truncado, de pouca ousadia e chances escassas de gol. Com isso, o 0 a 0 do placar, pelo panorama geral da partida, foi justo.

Mesmo invicto há seis partidas (cinco empates e uma vitória), os catarinenses seguem longe do grupo que vai à Libertadores de 2012. Com 37 pontos, estacionaram na décima colocação e ficam a oito do Botafogo, quarto colocado. Com o mesmo número de pontos, mas com mais vitórias na competição, o Coritiba segue no nono posto.

Jogo morno

A iniciativa de sair para a partida coube aom time anfitrião. Pela direita, aos 3min, Wellington Nem fez cruzamento na medida para Ygor, que cabeceou com perigo, rente à meta de Vanderlei - que jogou com a camisa 100, em alusão à centésima partida do arqueiro pelo clube paranaense.

A resposta da equipe visitante veio cinco minutos depois, quando Leo Gago deixou Tcheco na cara do gol. O camisa 8 do time paranaense tentou colocar o chute e perdeu um gol incrível, com a bola passando muito perto da baliza defendida por Ricardo.

Mas as boas chances iniciais não foram uma constante no restante da partida. Mesmo com predomínio da posse de bola em favor dos donos da casa na primeira etapa, o jogo ficou truncado com seguidas faltas. A monotonia no Orlando Scarpelli só foi quebrada aos 31min, quando o atacante Júlio César cobrou boa falta da intermediária, obrigando Vanderlei a se esticar todo e mandar a bola para escanteio. Apesar do predomínio do clube catarinense, que apostava nas jogadas de velocidade e na habilidade do atacante Wellington Nem, o primeiro tempo acabou sem gols.

Para ter mais força nas jogadas aéreas e um referência na defesa adversária, o técnico Jorginho resolveu mudar e colocou o experiente atacante Somália em lugar do meia Deretti, logo após o intervalo. Mas quem começou assustando foi o Coritiba, após boa jogada individual de Everton Costa pela esquerda. O atacante deixou os marcadores para trás e chutou rasteiro com perigo ao gol, aos 6min. Aos 12min, Tcheco arriscou de longe e Ricardo teve que se esforçar todo para evitar a abertura do marcador. Os visitantes cresciam e começavam a gostar do jogo, mas a partida estava longe de empolgar, voltando a ficar faltosa.

Mesmo com o Coritiba um pouco melhor, mas menos atrevido, contra um Figueirense obrigou o goleiro Vanderlei a trabalhar pouco no segundo tempo e jogando no abafa nos minutos finais do jogo, o placar de 0 a 0 ficou de bom tamanho em Florianópolis.

Ficha técnica

FIGUEIRENSE 0 X 0 CORITIBA

FIGUEIRENSE: Ricardo; Bruno (Coutinho), Roger Carvalho, João Paulo e Helder; Ygor, Túlio (Wilson Pittoni), Maicon e Jean Deretti (Somália); Wellington Nem e Júlio César

Treinador: Jorginho

CORITIBA: Vanderlei, Jonas, Emerson, Luccas Claro e Lucas Mendes; Leandro Donizete, Léo Gago, Tcheco (Maranhão) e Everton Costa; Marcos Aurélio (Anderson Aquino) e Bill (Leonardo)

Treinador: Marcelo Oliveira

Cartões amarelos

FIGUEIRENSE: Nenhum

CORITIBA: Marcos Aurélio e Bill

Árbitro

Wilson Luiz Seneme(SP)

Local

Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)

Fonte: Terra