Figueirense e Ponte Preta ficam no empate na estreia do Brasileirão

As equipes fizeram uma partida movimentada.

Figueirense e Ponte Preta ficaram no empate na estreia do Campeonato Brasileiro. Jogando no Orlando Scarpelli, equipes fizeram uma partida movimentada, com boas oportunidades para ambos os lados. O destaque do duelo foram os goleiros, que trabalharam bastante e foram fundamentais para manter o 0 a 0 no placar até o fim. Resultado foi melhor para a Macaca, que volta para Campinas com um ponto conquistado fora de casa.

O JOGO

Os donos da casa foram os primeiros a assustar com Rafael Moura, que cabeceou para fora. Pouco tempo depois, a Ponte respondeu com Wellington Paulista também de cabeça, após cobrança de escanteio. Os visitantes tinham mais volume de jogo, mas quem quase abriu o placar foi o Figueira. Ermel fez boa jogada individual e bateu firme para a defesa de João Carlos. Na cobrança de escanteio, a bola passou na frente do gol, mas Jaime não conseguiu empurrar para o fundo das redes.

Aos 29 minutos, o volante Jocinei arriscou de fora da área e quase marcou um lindo gol, obrigando João Carlos a praticar outra grande defesa na partida. A equipe paulista controlava as ações no meio-campo, mas não conseguia transformar o maior número de posse de bola em chances criadas. A Macaca quase fez o primeiro em duas oportunidades. Primeiro com Wellington Paulista de cabeça e depois com Clayson, que bateu no canto e viu sua conclusão parar nas mãos de Júnior Oliveira.

Na volta para a etapa final, a Ponte Preta quase chegou ao primeiro gol, com Jeferson de cabeça, após vacilo do goleiro Júnior Oliveira, que saiu mal e contou com a ajuda da zaga para tirar a bola em cima da linha. O Jogo era muito pegado no meio-campo, sem grandes chances para ambas as equipes. O Figueirense esteve perto de abrir o placar com Guilherme Queiroz, no entanto o atacante não cabeceou com força e facilitou a vida de João Carlos.

Os donos da casa cansaram após a metade do segundo tempo e viram a Macaca tomar conta da partida. Equipe paulista teve boas chances com Felipe Azevedo e Wellington Paulista, mas atacantes pecaram na hora do chute. Aos 29, Bady bateu colocado, levando perigo ao gol da Ponte e quase fez para o Figueira. Antes do apito final, Rhayner ainda teve boa oportunidade, mas mandou por cima.

Figueirense e Ponte Preta (Crédito: Reprodução)
Figueirense e Ponte Preta (Crédito: Reprodução)


Fonte: Lance Net