Fla cai para 9º no Brasileirão e técnico Joel segue pressionado

Até aqui. Me deixa em paz - vociferou Joel ao ser fotografado

Fim melancólico de uma noite de domingo. A delegação do Flamengo desembarca no Rio de Janeiro depois de sofrer sua primeira derrota no Campeonato Brasileiro, por 2 a 0, para o Grêmio, no Estádio Olímpico. Semblantes tensos denunciam um clima nada favorável a qualquer tipo de trabalho. Com um problema no quadril, o técnico Joel Santana segue apressado para a saída do Terminal 2 do Aeroporto Internacional Tom Jobim. Com ele, o peso de uma pressão intensa. Na busca por um táxi para deixar o local, a manifestação de sua irritação, longe do seu bom humor.


Fla cai para 9º no Brasileirão e técnico Joel segue pressionado

- Até aqui. Me deixa em paz - vociferou Joel ao ser fotografado.

Dali partiu em busca de outro táxi para seguir viagem e procurar em casa soluções para os problemas do Flamengo. O time tem nove pontos no Campeonato Brasileiro e ocupa a nona colocação na competição ainda tentando se reerguer depois de uma série de tombos no campo político e técnico.

No mesmo barco de Joel, Vagner Love, jogador mais badalado do elenco, deixou o local sem dar entrevista. Atendeu torcedores rapidamente para fotos e autógrafos. Mas nada de explicações. Apenas com o dedo sinalizou a negativa. Sequer balbuciou um não, mostrando que seu momento é de poucas palavras.

Sobrou para os mais jovens, ainda em busca da afirmação, tentar analisar o momento que o time vive na temporada. Luiz Antonio, que atuou improvisado como lateral-direito no segundo tempo, não fugiu das perguntas. Com apenas 21 anos, justificou a queda com a gangorra que representa o Campeonato Brasileiro.

- A competição é assim. Você ganha uma e perde outra. Falta encaixar um pouco ainda. Mas acho que o time não sente os problemas (do caso Ronaldinho) que já passaram. O que ainda pesa é aquele jogo com o Internacional - disse o volante, referindo-se ao jogo em que o Flamengo vencia por 3 a 1 e permitiu o empate, no Engenhão.

Fonte: GloboEsporte