Flamengo mira Conca e começa contatos para tentar negociação

Clube procura meia argentino e seu advogado em busca de informações


Fla mira Conca e faz contatos para tentar dar início a uma negociação

Eduardo Bandeira de Mello assume efetivamente o Flamengo nesta quarta-feira e pela primeira vez sentará na cadeira da sala da presidência para colocar em prática os projetos de sua gestão. Um deles, e talvez o mais importante e complicado no momento, é montar um time forte para a temporada. Um dos nomes na lista de possíveis reforços é Darío Conca, do Guangzhou Evergrande, da China. Apuramos que o Rubro-Negro fez contato com o jogador em 26 de dezembro, um dia antes da participação do argentino no Jogo das Estrelas, promovido por Zico em São Paulo.

A tentativa do clube seria para tê-lo a partir do segundo semestre. Conca, que tem contrato até o fim de 2014, gostou do que ouviu, mas tem duas preocupações: a garantia do cumprimento dos compromissos financeiros por parte do Flamengo e a identificação com o Fluminense, já que é ídolo no Tricolor.

Um dos advogados que cuidam da carreira de Conca, Marcos Motta também foi procurado pelo Flamengo. O clube buscou informações sobre as possibilidades de negócio. Motta não confirma a informação. Segundo ele, o meia voltará ao clube chinês na próxima quinta-feira para retomar os treinos.

- Vários clubes do Brasil fizeram consultas pelo Conca, mas o único que falou abertamente sobre a negociação foi o Fluminense. Então não vou falar o nome de nenhum outro clube. Como não houve avanço (com o Flu), o assunto está encerrado. O Conca volta para a China e se reapresenta normalmente. O que vai acontecer daqui a um ano, daqui a seis meses, eu não sei. Qualquer clube interessado no Conca tem de procurar os chineses - afirmou.

O Fluminense fez consultas e ouviu que não haveria qualquer tipo de negócio sem Conca devolver cerca de R$ 24 milhões que lhe foram adiantados em 2012. Em reunião, Conca teria dito que poderia devolver parte da quantia e o Flu arcaria com o restante. No entanto, o valor foi considerado alto e esta fórmula influenciava também a pedida salarial. Para fazer a devolução, o meia teria pedido vencimentos na casa de R$ 1 milhão. O Flu ofereceu cerca de R$ 750 mil. Marcos Motta negou em seu Twitter os valores divulgados.

O alto salário de Conca seria um entrave para o Flamengo, já que a nova diretoria rubro-negra decidiu que não irá assumir compromissos que não poderá cumprir. A situação financeira do clube é considerada muito grave, e a prioridade é regularizar os débitos pendentes com o atual elenco, como o salário de novembro (em aberto desde o último dia 25), parcela do 13º, férias e prêmios.

O diretor executivo do Flamengo, Paulo Pelaipe, foi procurado para falar sobre o assunto e disse que não conduz nenhuma negociação por Conca.

- Esse assunto não chegou para mim. Só se o Wallim está conduzindo, mas eu teria sido informado - afirmou.

Fonte: GloboEsporte.com