Fla vence Chapecoense e fica perto de eliminar chance de queda no campeonato

Flamengo vence por 3 a 0

O Flamengo está próximo de sair da "confusão" no Campeonato Brasileiro. Neste domingo, o Rubro-negro venceu a Chapecoense por 3 a 0 - gols de Anderson Pico e Nixon (2) -, no Maracanã, chegou aos 43 pontos e passou a ocupar a 10ª colocação na tabela. De acordo com as contas da comissão técnica, os cariocas precisam de apenas mais um triunfo em seis jogos para eliminar qualquer possibilidade de queda. Apesar do resultado positivo, Vanderlei Luxemburgo ganhou dois problemas para a semifinal da Copa do Brasil contra o Atlético-MG, quarta-feira, no Mineirão. Léo Moura e Gabriel saíram de campo lesionados.

A equipe pode até perder por um gol para garantir a vaga na decisão da competição, mas as lesões já preocupam. Além dos dois, o meia Everton é dúvida para o compromisso. Pelo Brasileirão, o time volta a campo no próximo domingo, contra o Sport, na Ilha do Retiro. Já a Chapecoense segue com 36 pontos, tem a 15ª colocação e enfrenta o Figueirense, no mesmo dia, no Orlando Scarpelli.

Fases do jogo: A partida começou com o Flamengo detentor das ações diante de uma Chapecoense valente e pronta para explorar os contra-ataques. Antes dos 15min, as equipes tiveram chances seguidas para abrir o placar. O travessão salvou a Chapecoense, enquanto Paulo Victor neutralizou o arremate de Leandro. Aos 18min, Anderson Pico cruzou e a bola bateu no braço de Rafael Lima. Pênalti que Léo Moura despediçou aos 22min. O capitão rubro-negro acusou dores na coxa direita e foi substituído por Léo. O time sentiu o pênalti perdido e o primeiro tempo ainda terminou com mais uma substituição por lesão. Gabriel saiu para a entrada de Eduardo da Silva.

O dono da casa contou com o apoio da torcida para finalmente abrir o placar em lance de rara felicidade de Anderson Pico. Aos 10min da segunda etapa, o lateral roubou a bola no rebote do cruzamento e soltou a bomba de perna direita para marcar um golaço. Aos 15min, foi a vez de Pico cruzar e Nixon testar para fazer o segundo gol rubro-negro e explodir o Maracanã. Aos 24min, Léo cruzou e Nixon fez mais um de voleio. Placar de 3 a 0 e festa garantida. O detalhe curioso foi a substituição de Luiz Antônio por Mattheus. O volante lamentou uma chance desperdiçada socando o ar e saiu ao sentir novamente o conhecido ombro lesionado.

O melhor: Anderson Pico - O lateral gordinho fez a diferença e foi o nome do jogo. Ele marcou um golaço e ainda cruzou para o tento assinalado de cabeça por Nixon.

O pior: Léo Moura - O capitão não esteve em uma noite feliz. Desperdiçou o pênalti no primeiro tempo e ainda teve a infelicidade de sair machucado.

Chave do jogo: A boa atuação de Anderson Pico foi decisiva para a vitória do Flamengo. O lado esquerdo do time funcionou no segundo tempo e praticamente tirou o time da "confusão" no Campeonato Brasileiro.

Para lembrar: O confronto deste domingo foi apenas o segundo da história entre Flamengo e Chapecoense. No primeiro, os cariocas foram derrotados por 1 a 0, na Arena Condá.

 


 

FLAMENGO 3 X 0 CHAPECOENSE

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)

Auxiliares: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Jesmar Benedito Miranda de Paula (GO) Renda: R$ 888.112,50 Público: 25.941 pagantes; 31.984 presentes

Cartões amarelos: Léo e Amaral (Flamengo); Rodrigo Biro (Chapecoense)

Gols: Anderson Pico, aos 10min do segundo tempo, Nixon, aos 15min e 24min do segundo tempo

FLAMENGO

Paulo Victor; Léo Moura (Léo), Samir, Wallace e Anderson Pico; Amaral, Márcio Araújo, Canteros e Luiz Antônio (Mattheus); Gabriel (Eduardo da Silva) e Nixon Técnico: Vanderlei Luxemburgo

CHAPECOENSE

Danilo; Fabiano, Rafael Lima, Grolli e Rodrigo Biro; Bruno Silva, Ricardo Conceição (Yuri) e Diones; Tiago Luis (Bruno Rangel), Fabinho Alves (Wanderson) e Leandro Técnico: Jorginho


Fonte: Uol