Flamengo cria lista de reforços; ex-Corinthians interessa

A situação do volante Amaral deve entrar em pauta depois que forem decididas as questões que envolvem Dorival Júnior e Zinho

Uma lista de reforços já está nas mãos do novo diretor executivo do Flamengo. Nela constam os nomes do meia Alex, 30 anos, do Al-Gharafa, do Catar, com passagens por Internacional e Corinthians, e do volante Elias, 27 anos, ex-Corinthians e atualmente no Sporting, de Portugal. Os dois atletas estão vinculados ao empresário Carlos Leite, que tem boa relação com Paulo Pelaipe. Outros nomes também estão cotados, como o do meia argentino Dátolo, do Internacional, do volante Nilton, do Vasco, e do zagueiro Bruno Rodrigo, do Santos.

A situação do volante Amaral deve entrar em pauta depois que forem decididas as questões que envolvem Dorival Júnior e Zinho. O contrato do volante se encerra no dia 31 de dezembro. O Nova Iguaçu, clube que detém os direitos sobre o jogador, está esperando uma definição do Flamengo. O clube rubro-negro tem preferência na compra de 50% dos direitos econômicos, com preço pré-fixado, mas a mudança de gestão pode complicar o fechamento do negócio.

O presidente do Nova Iguaçu, Jânio Moares, explicou que o bom desempenho de Amaral despertou interesse de outras equipes da Série A, mas nenhuma negociação será iniciada até que o Flamengo se posicione de forma oficial.

Por sua vez, a situação do lateral direito Wellington Silva já está se transformando em novela. O jogador está sendo disputado com o Fluminense. Zinho está cuidando do assunto, e deve retomar as negociações com o Resende assim que bater o martelo sobre sua continuação no Flamengo. O Fluminense também está de olho no atleta.

Wellington Silva está emprestado até o próximo dia 31 de dezembro. Após adquirir 16% dos direitos econômicos por R$ 500 mil, depois do Campeonato Carioca, o clube rubro-negro tem a preferência para comprar mais 34% - totalizando assim 50% - pela quantia de R$ 1 milhão. O clube tinha até a última segunda-feira para oficializar o interesse e assim o fez. O débito terá de ser quitado até 31 de janeiro, conforme previsto no contrato de empréstimo.

Fonte: Terra