Flamengo e Vasco não saem do zero em clássico

Flamengo e Vasco não saem do zero em clássico

Com o resultado, a equipe da Gávea chegou a 17 pontos - três a menos que o Ceará

A presença do técnico da Seleção Brasileira, Mano Menezes, no Maracanã, neste domingo, pouco contribuiu para que Flamengo e Vasco fizessem um bom jogo. Em um clássico de poucas emoções - exceto por uma sequência fantástica de defesas de Fernando Prass já no fim do segundo tempo - as duas equipes empataram por 0 a 0 e mostraram pouco ao treinador, que acompanhou a partida das tribunas.

Com o resultado, a equipe da Gávea chegou a 17 pontos - três a menos que o Ceará, primeiro time dentro do G-4 do Campeonato Brasileiro. Já o Vasco, com 14 pontos ganhos, ainda está perigosamente perto da zona de rebaixamento.

Os dois times atuaram bastante modificados em relação às últimas rodadas. O Flamengo teve uma nova dupla de ataque titular, com Cristian Borja e Val Baiano. Já o time cruzmaltino promoveu as estreias dos meias Felipe e Zé Roberto, grandes esperanças da torcida para a sequência da competição; os dois atuaram encostando em Nunes, que jogou isolado na frente.

A partida deu mostras de que seria movimentada no início. Aos 6min, Kleberson teve a primeira boa chance do jogo ao receber de Juan na área, mas a finalização saiu por cima do alvo. Dois minutos depois, Irrazábal fez levantamento da direita e Nunes desviou de cabeça, mas Marcelo Lomba fez defesa firme.

Logo o ritmo diminuiu e os dois times passaram a errar muitos passes. Com a habilidade de Felipe e Zé Roberto, o Vasco tinha mais opções para tocar a bola do que o Flamengo, que dependia demais de um bem marcado Petkovic. Aos 19min, Zé Roberto fez boa jogada individual pela esquerda, puxou para o meio e chutou, mas Lomba voltou a trabalhar bem, espalmando para o lado.

O nível técnico do jogo foi caindo, e as oportunidades de gol rarearam. Aos 29min, Felipe concluiu da entrada da área e Marcelo Lomba fez outra boa defesa. O time rubro-negro apostava nas descidas dos laterais e nas chegadas de Willians e Kleberson, mas o ataque não recebia bolas em condições de finalizar, e o primeiro tempo acabou sem gols.

A segunda etapa começou morna como a primeira, mas a torcida se levantou com um drible desconcertante de Felipe sobre Borja aos 4min. No minuto seguinte, Kleberson recebeu bom lançamento na área, matou no peito e chutou para boa defesa de Fernando Prass. Com 11min, Val Baiano teve sua primeira chance no jogo: Jean ajeitou de cabeça e o centroavante bateu de bico para fora. O Flamengo cresceu na partida.

Aos 13min, o técnico Paulo César Gusmão sacou Nunes para a entrada de Carlos Alberto, de contrato renovado, deixando o time sem nenhum atacante fixo. A mexida dificultou as chegadas à frente do Vasco, que só foi ameaçar de novo aos 32min, quando Fagner recebeu lançamento e foi abafado por Marcelo Lomba na pequena área.

Se o clássico estava sem emoções, o goleiro Fernando Prass resolveu o problema aos 41min com uma série de defesas espetaculares. Primeiro, ele espalmou um chute cruzado de Juan; na sobra, Borja limpou a marcação e bateu à queima-roupa, mas Prass voltou a defender; por fim, Juan entrou de peixinho no rebote e o camisa 1 vascaíno fez um milagre ao abafar a bola e espalmar para escanteio.

No último lance da partida, o Flamengo teve uma cobrança de falta que deve ter trazido ótimas lembranças à torcida: foi praticamente na mesma posição da qual Petkovic marcou o gol do tricampeonato carioca de 2001, sobre o mesmo Vasco. Até a batida do sérvio foi semelhante à de nove anos atrás, mas Fernando Prass voou no ângulo e impediu a derrota de seu time.

FICHA TÉCNICA

Flamengo 0 x 0 Vasco

Ponto Forte do Flamengo

Movimentação incessante de Willians, que marcou muito e apoiou bem o ataque

Ponto Forte do Vasco

Lances de categoria com Felipe e Zé Roberto, os melhores do time

Ponto Fraco do Flamengo

Dependência excessiva de Petkovic e inoperância total do ataque

Ponto Fraco do Vasco

Se perdeu depois da saída de Nunes, que deixou o time sem um ponto de referência na frente

Personagem do jogo

Fernando Prass, que protagonizou o lance mais emocionante da partida com uma sequência impressionante de defesas

Esquema Tático do Flamengo

4-4-2

Marcelo Lomba; Léo Moura, Jean, Ronaldo Angelim e Juan; Willians (Michael), Correa, Kleberson (Fernando) e Petkovic; Cristian Borja e Val Baiano (Vinícius Pacheco). Técnico: Rogério Lourenço

Esquema Tático do Vasco

4-5-1

Fernando Prass; Irrazábal (Fagner), Fernando, Dedé e Carlinhos; Nilton, Rafael Carioca, Rômulo, Felipe (Éder Luís) e Zé Roberto; Nunes (Carlos Alberto). Técnico: Paulo César Gusmão

Cartões amarelos

Flamengo: Kleberson, Val Baiano, Jean e Correa

Vasco: Zé Roberto, Rômulo e Fernando

Árbitro

Péricles Bassols (RJ)

Local

Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Fonte: Terra, www.terra.com.br