Flamengo empata com Santos e se distancia da ponta

Flamengo empata com Santos e se distancia da ponta

Sem Ronaldinho, suspenso por expulsão contra o Ceará, na última rodada, o clube rubro-negro somou um ponto em casa e chegou aos 52

Com reclamações de arbitragem de ambos os lados, Flamengo e Santos empataram por 1 a 1, no Engenhão, neste domingo, pela 31ª rodada do Brasileiro. Enquanto os paulistas se queixam de pênalti não marcado em Neymar e gol mal anulado de Edu Dracena, os cariocas questionam de marcação de impedimento em gol legítimo de Alex Silva.

Sem Ronaldinho, suspenso por expulsão contra o Ceará, na última rodada, o clube rubro-negro somou um ponto em casa e chegou aos 52, na quarta colocação, a cinco do líder Vasco e a três do São Paulo, sexto colocado, primeiro time que não se classificaria para a Copa Libertadores no momento. Já o Santos, com 42 pontos, é o atual 12º colocado do torneio, sem grandes pretensões.

Se a partida do primeiro turno, vencida por 5 a 4 pelo Flamengo, na Vila Belmiro, foi considerada um dos grandes jogos do ano, o confronto deste domingo careceu de grandes lances. Na primeira etapa, a emoção ficou reservada apenas para os minutos finais, quando o Flamengo ensaiou uma pressão, mas esbarrou em boas defesas de Rafael.

Já no segundo tempo, mais movimentado, o Santos abriu o placar logo no início, aos 2min, com Neymar, de pênalti. Os santistas ainda reclamaram de outra penalidade, não marcada pelo árbitro, em cima do próprio Neymar, aos 10min.

Pouco depois, o árbitro voltou a errar, dessa vez prejudicando o Flamengo: Welinton escorou escanteio de cabeça e ajeitou para Alex Silva. O zagueiro completou para as redes e poderia ter se redimido do pênalti comeitdo, mas o assistente anulou, incorretamente, assinalando impedimento.

Aos 32min, os cariocas empataram com um gol chorado: Junior Cesar cruzou do lado esquerdo. Deivid desviou de cabeça. A bola pegou em Edu Dracena, tocou na trave e entrou para o fundo do gol.

Já no fim, aos 44min, outro lance polêmico: Neymar cobrou falta e Edu Dracena entrou de cabeça para fazer o gol. O assistente levantou a bandeira e anulou com impedimento, questionado pelos santistas.

Na próxima rodada, o Santos será mandante contra o Atlético-PR, no sábado, dia 29 de outubro. No dia seguinte, o Flamengo encara o Grêmio, fora de casa.

O jogo

O Flamengou voltou ao Engenhão após a humilhante goleada sofrida no meio de semana, por 4 a 0, contra o Universidad de Chile, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana.

O jogo começou fraco, com ligeira superioridade do Santos, que tocava a bola no campo de ataque e buscava espaços na zaga rubro-negra. Muita truncada, a partida não conseguia levantar o público presente.

Apenas aos 21min, o Santos criou a primeira boa chance do confronto. Rentería bateu falta colocado da entrada da área, que exigiu defesa elástica do goleiro Felipe.

O lance foi isolado e o jogo seguiu sem grandes chances de gol. Os santistas tentavam explorar as laterais adversárias, mas tinham dificuldade de penetrar na área carioca. Nos melhores momentos, a equipe paulista chegava em jogadas individuais de Neymar, como aos 33min, quando o atacante ganhou de três zagueiros, mas errou o chute e finalizou em cima de Welinton.

A emoção do primeiro tempo ficou reservada para os minutos finais, com uma pequena pressão do Flamengo. Aos 43min, Jael não conseguiu o cabeceio e a bola achou Junior Cesar. O lateral bateu no canto e Rafael operou excelente defesa.

Aos 46min, no último lance antes do intervalo, Renato deu um bico para cima e a bola ficou com Jael, que, em posição legal, chutou em cima de Rafael, perdendo gol incrível.

No segundo tempo, o Santos abriu o placar logo aos 2min. Alex Silva cometeu pênalti em Alan Kardec, que entrou na área após passar por dois zagueiros. Na cobrança, Neymar deslocou Felipe e colocou a bola no canto esquerdo.

Abatido, o Flamengo cometeu outro pênalti aos 10min, não marcado pelo árbitro. Neymar passou como quis pela marcação, invadiu a área e foi derrubado por Wellinton.

Pouco depois, o árbitro voltou a errar, dessa vez prejudicando o Flamengo: Welinton escorou escanteio de cabeça e ajeitou para Alex Silva. O zagueiro completou para as redes e poderia ter se redimido do pênalti comeitdo, mas o assistente anulou, incorretamente, assinalando impedimento.

Luxemburgo promoveu duas substituições na tentativa de melhorar o desempenho flamenguista. Entraram Diego Maurício e Vander, respectivamente, nas vagas de Jael e Negueba.

Aos 32min, os cariocas empataram com um gol chorado: Junior Cesar cruzou do lado esquerdo. Deivid desviou de cabeça. A bola pegou em Edu Dracena, tocou na trave e entrou para o fundo do gol.

Já no fim, aos 44min, outro lance polêmico: Neymar cobrou falta e Edu Dracena entrou de cabeça para fazer o gol. O assistente levantou a bandeira e anulou com impedimento, questionado pelos santistas.

Ficha técnica

FLAMENGO 1 X 1 SANTOS

Gols

FLAMENGO:

Deivid, aos 32min do segundo tempo

SANTOS:

Neymar, aos 3min do segundo tempo

FLAMENGO: Felipe, Leonardo Moura, Wellinton, Alex Silva e Júnior César; Willians (Thomás), Maldonado, Renato Abreu e Negueba (Vander); Jael (Diego Maurício) e Deivid

Técnico: Vanderlei Luxemburgo

SANTOS:Rafael; Danilo, Edu Dracena, Bruno Rodrigo e Durval; Adriano, Henrique e Arouca (Bruno Aguiar); Renteria, Alan Kardec (Ibson) e Neymar

Técnico: Tata (interino)

Cartões amarelos

FLAMENGO: Negueba, Willians, Maldonado

Árbitro

Paulo Henrique Godoy Bezerra (SC)

Público

13.853 pagantes

Local

Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)

Fonte: Terra