Flamengo evita "culpar" caos no Rio e apenas lamenta pouco público

Pouco mais de 15 mil torcedores foram ao Maracanã nesta tarde

O jogo entre Flamengo e Universidad do Chile, inicialmente, ocorreria na quarta-feira à noite, no Maracanã. Entretanto, devido às chuvas que castigaram a cidade desde segunda, foi adiado e remarcado algumas vezes, para só ser confirmado na tarde desta quinta na noite passada. O fato, que atrapalhou o planejamento das equipes, não serviu de desculpa no vestiário rubro-negro, que lamentou somente o pouco público e não o empate em 2 a 2, pelo grupo 8 da Libertadores.

?A única coisa diferente foi a presença da torcida. Se não tivéssemos tido essa tragédia na cidade, com chuva, desabamentos, poderíamos ter tido um estádio lotado, com 60, 70 mil pessoas. Isso foi o diferencial?, disse o técnico Andrade.

Pouco mais de 15 mil torcedores foram ao Maracanã nesta tarde. A maioria sofreu com o entorno do estádio, com muito barro e lama. Por conta disso, algumas bilheterias não puderam ser abertas e, quem saía do metrô, tinha de dar uma grande volta, já que no fim da passarela havia enorme poça.

Dentro do estádio, parte dos estragos fotografados na última quarta-feira foram superados. Os vestiários estavam limpos e sem água, apesar do forte odor em alguns trechos. O gramado, contudo, se não tinha mais lixo, ainda estava pesado, ainda mais depois da chuva que caiu no começo da segunda etapa.

Fonte: UOL