Flamengo marca reunião por André, mas Love se distancia

André não conseguiu se destacar no Bordeaux e agora se aproxima do Flamengo

A diretoria do Flamengo intensificará a partir desta quinta-feira as negociações para contratar o atacante André, revelado pelo Santos e que tem os direitos federativos ligados ao Dínamo de Kiev-UCR. O vice-presidente de futebol do clube, Luiz Augusto Veloso, se reunirá com Jean Neto, empresário do atleta, para discutir a melhor estratégia para que o time rubro-negro possa contar com o atleta para o restante da temporada.

André foi contratado pelo Dínamo no ano passado, após conquistar os títulos do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil pelo Santos. Na Ucrânia, ele não conseguiu se firmar e foi emprestado ao Bordeaux-FRA, onde também não reencontrou o bom futebol exibido nos tempos de Vila Belmiro.

Diante deste cenário, o retorno ao Brasil é visto como uma boa alternativa para o atacante - porém, o aspecto financeiro pode se tornar um forte complicador. O clube ucraniano pagou 8 milhões de euros (cerca de R$ 19 milhões) pelo jogador e não pretende liberá-lo por um valor abaixo do investido. O Flamengo não tem dinheiro para contratá-lo em definitivo, e arrumar uma maneira de superar esse obstáculo será o tema da reunião entre Veloso e Jean Neto.



O Flamengo tem uma verba de 5 milhões de euros para investir em um atacante e chegou a apresentar esses números para tentar tirar Vagner Love do CSKA Moscou-RUS. Com essa quantia, o Flamengo esperava ficar com 70% dos direitos federativos do atleta. Porém o clube russo sequer quis abrir negociações, uma vez que considerou a quantia muito abaixo do esperado. Para agravar a situação, a Roma-ITA, que está sob nova administração, pretende contar com o goleador e fez proposta superior à do Flamengo.

Vagner Love, que nunca escondeu o desejo de retornar ao Flamengo, ainda pediu para o clube carioca subir sua proposta, mas a resposta dada pela presidente Patrícia Amorim mostra que o dinheiro não está sobrando na Gávea. O que pode, inclusive, atrapalhar os planos para ter André.

"Claro que gostaríamos de ter dinheiro sobrando para poder apresentar uma grande proposta pelo Vagner Love e contratar o jogador. Mas no momento não podemos oferecer mais do que isso. Estamos trabalhando dentro de nossa realidade, daquilo que podemos pagar. Não adianta nada oferecermos algo que não poderemos cumprir", disse Patrícia.

Para não ver outra negociação esfriar, o Flamengo vai montar a sua proposta juntamente com o empresário do atleta, que já conhece a maneira como os ucranianos gostam de trabalhar. A ideia é comprar parte dos direitos federativos do jogador, mantendo o restante com o Dínamo de Kiev. Caberá a Veloso e Neto a melhor maneira de mostrar aos europeus que colocar André em uma das principais vitrines do Campeonato Brasileiro poderá valorizar o jogador, que ficaria mais próximo da Seleção Brasileira. Ele foi lembrado nas primeiras convocações de Mano Menezes, mas depois caiu em esquecimento.

Enquanto a diretoria trabalha em conjunto com Neto, o técnico Vanderlei Luxemburgo vem mantendo contato com André a fim de convencê-lo a defender as cores do Flamengo. Não há necessidade de se fazer muito esforço, pois o jogador já mostrou esse desejo. A estratégia do treinador é a mesma que teve sucesso com o lateral esquerdo Junior Cesar, que deixou o São Paulo e optou pelo time rubro-negro mesmo tendo proposta do Palmeiras. Na sua entrevista coletiva de despedida do Morumbi, o lateral revelou que a ação do treinador do Flamengo teve grande peso em sua decisão.

André é aguardado no Rio de Janeiro no fim de semana. O jogador vai passar as férias em Cabo Frio, Região dos Lagos do estado, e, dependendo do que acontecer nos próximos dias, poderá aproveitar para procurar moradia na capital carioca.

A necessidade de o Flamengo contratar um artilheiro é grande, pois Deivid e Wanderley, as duas opções do atual elenco, não conseguem se firmar entre os titulares, o que tem sido motivo de constante preocupação por parte dos torcedores e de Luxemburgo. Resta saber qual será o plano reserva da diretoria caso o acordo com André também não aconteça.

Fonte: Terra, www.terra.com.br