Flamengo não descarta acordo para quitar dívida

Flamengo não descarta acordo para quitar dívida

Antes de ele ser preso o Flamengo já devia cerca de R$ 300 mil referentes a premiações e algumas luvas

O advogado de Bruno, Ércio Quaresma, confirmou nos últimos dias que irá à Gávea nesta quarta-feira para cobrar alguns atrasados que o Flamengo deve ao seu cliente. Mas para ele resolver esta situação não será tão simples assim. A comissão jurídica rubro-negra que foi formada para tratar do assunto indicou aos dirigentes do clube que não seja pago qualquer valor ao goleiro. Qualquer decisão referente a este assunto, inclusive a rescisão por justa causa com o jogador, só deve ser tomada a partir de sexta-feira, quando Patrícia Amorim retorna à presidência após a viagem aos Estado Unidos.

Mas a cobrança do advogado de Bruno é procedente. Antes de ele ser preso por conta do envolvimento no desaparecimento da ex-amante Eliza Samudio, o Flamengo já devia cerca de R$ 300 mil referentes a premiações e algumas luvas. O vice de finanças, Michel Levy, não confirmou os valores, mas reconheceu uma dívida com o goleiro. O dirigente, porém, quer conversar com o advogado Ércio Quaresma para tratar do assunto.

- O Flamengo está aberto a conversar com ele e vai respeitar os direitos do Bruno. Não descarto um acordo, apesar de haver uma recomendação para nada ser pago. De qualquer maneira, só dá para falar qualquer coisa depois da conversa com o advogado do Bruno, se ele vier aqui mesmo ? disse Michel Levy.

A presidente Patrícia Amorim volta da viagem aos Estados Unidos nesta quinta-feira. O vice geral e atual presidente interino, Hélio Ferraz, avisou que a rescisão do contrato com Bruno só será assinada por ela. O Flamengo estuda também entrar com ação por danos morais contra o goleiro.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com